Inicio » Internacional » América » Colômbia – Guerrilha das Farc recrutou 11.556 menores entre 1975 e 2014

Colômbia – Guerrilha das Farc recrutou 11.556 menores entre 1975 e 2014

A Procuradoria da Colômbia informou, nessa segunda-feira (16), que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) recrutaram 11.556 menores de idade entre 1975 e 2014.
“Isso constitui crime internacional, que é crime de guerra”, afirmou o procurador Jorge Perdomo, que coordenou uma investigação da Procuradoria colombiana, no ano passado, sobre o recrutamento de menores pelas Farc.
Pelo acordo, todos os menores que saiam da guerrilha serão considerados vítimas e os que têm menos de 14 anos nunca poderão ser considerados responsáveis
Pelo acordo, todos os menores que saiam da guerrilha serão considerados vítimas e os que têm menos de 14 anos nunca poderão ser considerados responsáveis

 

Os resultados da investigação foram divulgados um dia depois de o governo da Colômbia e as Farc terem anunciado um acordo para a retirada de menores de 15 anos dos acampamentos do grupo guerrilheiro e a elaboração de um plano para a desmobilização progressiva de todos os que têm menos de 18.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

“Dentro das políticas de recrutamento de menores”, as Farc estabeleceram os 15 anos como a idade mínima para integrar as suas fileiras e milícias, disse o procurador.
Jorge Perdomo afirmou que a investigação concluiu que “essa política de recrutamento ilícito” pode ser atribuída ao secretariado e ao Estado Maior” das Farc.
Segundo a Procuradoria, em 47% dos casos, as Farc conseguiram persuadir os menores a integrar as suas fileiras. Além disso, 23% dos menores foram enganados e em 30% dos casos houve recrutamento forçado.
De acordo com os dados divulgados, 33% dos menores recrutados eram mulheres.
O governo colombiano e a guerrilha das Farc anunciaram no domingo (15) um acordo para a retirada de menores de 15 anos dos acampamentos do grupo.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Segundo comunicado conjunto, o acordo inclui a elaboração de um plano para a desmobilização progressiva dos menores de 18 que integram as fileiras das Farc e um programa para a reintegração na sociedade civil de todas as crianças e adolescentes que saiam da guerrilha. Em fevereiro, o grupo já havia assumido o compromisso de não voltar a recrutar menores de 18 anos.
Pelo acordo, todos os menores que saiam da guerrilha serão considerados vítimas e os que têm menos de 14 anos nunca poderão ser considerados responsáveis.
O negociador das Farc, Ivan Marquez, disse no domingo que há 21 menores de 15 anos nos acampamentos da guerrilha.
A reinstalação e acompanhamento dos menores contará com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Organização Internacional das Migrações (OIM).
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).