Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

ZÉ VICENTE CANDIDATO
O prefeito em exercício de Montes Claros, José Vicente de Medeiros, em conversa com este jornalista, e que foi testemunhado por várias pessoas durante posse na Amams, desmentiu informação de que teria conversado com o deputado estadual e presidente municipal do PMDB, Tadeu Martins Leite, definindo que será candidato a prefeito em outubro. Segundo ele, em nenhum momento o partido teve qualquer tipo de conversa, ou definição em relação à disputa majoritária. Deixou claro que seria um desrespeito ao grupo politico que continua unido. Comentou que a discussão da sucessão passa, inclusive, pelo prefeito afastado Ruy Muniz, cuja convivência continua sendo a melhor possível.

ZÉ VICENTE CANDIDATO II
Independentemente se o atual chefe do executivo em exercício de Montes Claros, José Vicente de Medeiros, será ou não candidato a prefeito em outubro, a divulgação de informação sem confirmação da fonte, aparece como mais uma forma de tentar atingir o atual prefeito Ruy Muniz. Na prática, a divulgação não tem nenhuma influência ou interferência no processo. Vale salientar que não está descartada a possibilidade de o PMDB entender futuramente a necessidade de buscar caminho próprio. Entretanto, para quem acompanha de perto o processo, existe, dentro da agremiação, vários nomes que na, pior das hipóteses, reivindicaria o direito de ser o candidato ou ser o nome escolhido para composição. Podemos citar, o próprio Zé Vicente, Osmani Barbosa Neto e Danilo Narciso.

NOVO SECRETÁRIO DE SAÚDE
Mais uma vez a coluna sai na frente e traz informação de que o médico cardiologista Maquieden Durães Viriato será o novo secretário de Saúde de Montes Claros. O convite foi feito pelo prefeito em exercício, José Vicente de Medeiros (PMDB) e o médico vai dar a resposta oficialmente nesta terça-feira (31), confirmando que aceita ao convite. Maquieden é um dos cardiologistas mais conceituados da cidade. Além de atender no hospital São Lucas e no Samu, ele também é médico auditor da própria prefeitura de Montes Claros.

REUNIÃO DO PMDB
Integrantes do Diretório Municipal do PMDB de Montes Claros esteve reunido no sábado (28), com a participação de toda executiva, onde foi discutida a participação da agremiação na disputa proporcional. Informação da agremiação dá conta de que, num primeiro momento, 53 pessoas manifestaram interesse em participar do processo, mais se torna necessária uma definição de que vai mesmo enfrentar as urnas em outubro. Somente após tal definição é que o partido saberá se coliga ou não na proporcional. Em relação à disputa majoritária, o vereador Idelfonso da Saúde (PMDB) confirmou notícia de que em nenhum momento o assunto foi discutido e que esperam também uma definição do prefeito Ruy Muniz.

MUDANÇA NA AMAMS
Na manhã de ontem, o prefeito de São Francisco, Luiz Rocha Neto, assumiu a presidência da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), em substituição ao prefeito de Capitão Enéas, César Emílio Lopes, que se afastou para a disputa da reeleição. Vale lembrar que na prática, o novo dirigente da entidade, cumprirá um mandato sem muita expectativa de êxito, em face das dificuldades financeiras que o País, Estado e a própria entidade vêm enfrentando. Mesmo não sendo pessimista, é fato de que pouco ou quase nada poderá ser feito até o final deste ano. Como a entidade depende principalmente de ações governamentais, o resultado é previsível.

PSL SEM RUMO
O presidente do PSL de Minas Gerais, Carlos Alberto Pereira, que havia feito o compromisso com o empresário Samuel Alves, onde este seria o nome da agremiação para disputar a prefeitura em Montes Claros, voltou atrás e está transferindo a agremiação para pessoa ligada a Igor Versiani, que é o presidente do PSC no município. Em conversa telefônica com este jornalista, o dirigente estadual do PSL comentou que já teria recebido a nova chapa de Versiani que indicou como presidente pessoa de nome Marcos Antônio Gandra de Alexandria, que inclusive é ligado a sua família.

PROBLEMA DOS NANICOS
Numa demonstração clara do que acontece com os chamados partidos nanicos, principalmente no interior, o PSL de Montes Claros já esteve nas bases da administração do prefeito Ruy Muniz, passou pelo grupo de Paulo Guedes, através de Chico Rocha, também conhecido como Chico Verde, ficou com o empresário Samuel Alves, e agora anuncia que vai mudar de mãos.

VERSÃO DE DILMA
O montes-clarense, Paulo Ribeiro, filho do ex-prefeito Mário Ribeiro e que é presidente da Fundação Darcy Ribeiro, cuja sede é no Rio de Janeiro, informou à coluna de que na noite de ontem, a presidente da República afastada, Dilma Rousseff (PT) lançaria livro contando sua versão do que chama de golpe. Como o lançamento seria na fundação e Paulinho é o presidente, este fez questão de confirmar presença com direito a discurso.

DE PAI PARA FILHO
Na disputa pela prefeitura de Montes Claros, já tem pai procurando lideranças e pedindo apoio para o filho, antes mesmo de ter o nome ser confirmado. Este assunto estaremos comentando na coluna de amanhã.

Por Aldeci Xav

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier

 

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).