Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Infectologista do Dilson Godinho esclarece dúvidas sobre gripe H1N1

Montes Claros – Infectologista do Dilson Godinho esclarece dúvidas sobre gripe H1N1

Montes Claros – Infectologista do Dilson Godinho esclarece dúvidas sobre gripe H1N1

A gripe H1N1, subtipo com maior taxa de mortalidade da Influenza tipo A ou gripe suína é uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe.

Com sintomas semelhantes aos da gripe comum, a transmissão ocorre da mesma forma: é passada através de secreções respiratórias, principalmente por meio da tosse ou espirro de pessoas infectadas. E a maior incidência do vírus ocorre nos meses mais frios do ano, período em que existe grande quantidade de locais fechados e com intensa concentração de pessoas.

Luciano Freitas Fernandes, médico infectologista do Hospital Dilson Godinho - Foto:Rubens Santana
Luciano Freitas Fernandes, médico infectologista do Hospital Dilson Godinho – Foto:Rubens Santana.

 

Luciano Freitas Fernandes, médico infectologista do Hospital Dilson Godinho, observa que a gripe H1N1 se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre o ano de 2009 e 2010. “O problema da gripe H1N1 é que ela pode provocar complicações de saúde muito graves, podendo levar os pacientes até mesmo à morte; e a transmissão pode ocorrer também quando houver proximidade (aproximadamente um metro), principalmente em locais fechados, com alguém que apresente sintomas de gripe (febre, tosse, coriza nasal, espirros, dores musculares)”, observa.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Ainda de acordo com o médico infectologista, não há uma resposta definitiva sobre o início do surto da doença, cuja maior incidência ocorre no inverno, mas outra hipótese que vem sendo aceita pelos médicos é a de que brasileiros ou viajantes vindos de áreas endêmicas da doença, como Estados Unidos, Canadá e Europa, tenham trazido o vírus para o Hemisfério Sul. “Hoje em dia, com a facilidade de transporte, as pessoas circulam pelos países e em questão de horas podem levar doenças de uma área para a outra”, explica.

O especialista observa ainda que a alteração do clima, provocada pelo aquecimento global, faz com que doenças, cuja ocorrência era restrita à determinadas épocas do ano, possam acontecer em qualquer período. “Doenças como a gripe comum e a gripe suína costumam acontecer mais em épocas frias, porque a penetração do vírus pelas vias respiratórias é facilitada nesse período, mas com as mudanças climáticas essa delimitação das estações do ano já não está mais acontecendo como antigamente”, frisa.

CUIDADOS O médico aponta a importância de se adotar cuidados para evitar o contágio pelo H1N1, como evitar locais fechados e com grande concentração de pessoas; evitar levar as mãos ao rosto ou boca e lavá-las com frequência. Alerta sobre a automedicação e da necessidade de distinguir os sintomas da gripe comum e o da gripe suína para procurar ajuda médica.

TIPOS DE VÍRUS O médico infectologista explica que existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. Já os vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais. O vírus influenza A é responsável pelas grandes pandemias, entre eles encontramos os subtipos H1N1 e H3N2 circulam atualmente em humanos. Alguns vírus influenza A de origem aviária também podem infectar humanos causando doença grave, como no caso do A (H7N9).

SINTOMAS DO H1N1Os sintomas do H1N1 são similares aos sintomas da influenza humana comum (gripe comum). Eles incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores no corpo, dor de cabeça, calafrios e fadiga. Algumas pessoas relatam diarreia e vômitos associados à enfermidade. Já foram relatadas formas graves da doença com pneumonia e falência respiratória, além de mortes. A gripe suína pode causar também uma piora de doenças crônicas já existentes.

TRANSMISSÃO Acredita-se o H1N1 possa ser transmitido da mesma maneira pela qual se transmite a gripe comum. Os vírus da influenza se disseminam de pessoa para pessoa especialmente através de tosse ou espirros das pessoas infectadas. Algumas vezes, as pessoas podem se infectar tocando objetos que estão contaminados com os vírus da influenza e depois tocando sua boca ou seu nariz.

GRUPOS DE RISCO Algumas pessoas, como idosos, crianças, gestantes e pessoas diagnosticadas com duas ou mais patologias, possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A melhor maneira se prevenir contra a influenza sazonal é se vacinar todo ano.

COMO TRATAR O tratamento dos sintomas da influenza sem complicações deve ser realizado com medicação sintomática, hidratação, antitérmico, alimentação leve e repouso. Nos casos com complicações graves, a critério médico, pode ser usado um antiviral (Oseltamivir) e medidas de suporte intensivo. Uma das principais complicações da influenza são as infecções bacterianas secundárias, principalmente as pneumonias. Em caso de complicações, o tratamento deve ser específico. O Ministério da Saúde alerta que é fundamental procurar atendimento nas unidades de saúde, para que haja identificação precoce de risco para agravamento da doença.

RESFRIADO E ALERGIAS O resfriado também é uma doença respiratória frequentemente confundida com a gripe, mas é causado por vírus diferentes. Os vírus mais comuns associados ao resfriado são os rinovírus, os vírus parainfluenza e o vírus sincicial respiratório (RSV), que geralmente acometem mais crianças.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Os sintomas do resfriado, apesar de parecidos com da gripe, são mais brandos e duram menos tempo, entre dois e quatro dias, segundo o Ministério da Saúde. Os sintomas incluem tosse, congestão nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve. A ocorrência de febre é menos comum e, quando presente, é em temperaturas baixas. Outra doença que também tem sintomas parecidos e que pode ser confundida com a gripe é a rinite alérgica, cujos principais sintomas são espirros, coriza, congestão nasal e irritação na garganta.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros - PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Montes Claros – PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).