Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Unidades de Saúde de Minas Gerais oferecem tratamento para quem quer parar de fumar

Saúde – Unidades de Saúde de Minas Gerais oferecem tratamento para quem quer parar de fumar

Saúde – Unidades de Saúde de Minas Gerais oferecem tratamento para quem quer parar de fumar

Estado ainda tem mais fumantes que a média nacional. Às vésperas do Dia Mundial Sem Tabaco, confira as ações antitabagismo desenvolvidas pelo Governo.

Celebrado no dia 31 de maio, o Dia Mundial Sem Tabaco é uma data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1987, para chamar a atenção mundial para os riscos à saúde associados ao uso do tabaco, e para defender políticas eficazes para reduzir o consumo do mesmo.

Saúde - Unidades de Saúde de Minas Gerais oferecem tratamento para quem quer parar de fumar
Saúde – Unidades de Saúde de Minas Gerais oferecem tratamento para quem quer parar de fumar

Em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em parceria com o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional do Câncer (Inca), desenvolve junto aos municípios mineiros ações antitabagismo nos campos da promoção da saúde, da prevenção e tratamento, por meio do Programa Estadual de Controle do Tabagismo.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O programa inclui um conjunto de ações educativas e de mobilização, além da oferta de tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que têm como objetivo reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco no Brasil.

O tratamento das pessoas tabagistas é ofertado prioritariamente nas unidades básicas de saúde (UBS) e inclui avaliação clínica, abordagem intensiva, individual ou em grupo e, caso necessário, terapia medicamentosa. Dados do Ministério da Saúde apontam que em Minas Gerais, 673 municípios estão inseridos no Programa Nacional de Controle do Tabagismo, que oferta o tratamento para mais de 41 mil fumantes no Estado.

A referência técnica do Programa de Controle do Tabagismo da SES-MG, Nayara Resende Pena explica que o modelo de tratamento é baseado em uma abordagem cognitivo-comportamental, com possibilidade de ser realizado em grupo ou individualmente e de forma auxiliar e quando necessário apoio medicamentoso.

“O tratamento consiste, inicialmente, de 4 sessões – ou encontros – semanais, durante 4 semanas, e depois de acompanhamento com encontros mais espaçados, que chamamos de ‘sessões de manutenção’, até completar 12 meses de tratamento”, explica.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Dessa forma, o usuário que demonstre interesse em parar de fumar deverá procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência, preencher ficha de cadastro individual e ser acolhido pela sua equipe de saúde.

“Essa avaliação inclui uma investigação das principais doenças e fatores de risco relacionados ao tabagismo, bem como da avaliação do grau de dependência da pessoa ao cigarro, seu estágio de motivação para a cessação do tabagismo e suas preferências para o tratamento”, explica Nayara Pena.

Programa Saúde na Escola

A promoção da saúde e a prevenção do risco do tabagismo são trabalhadas ainda no âmbito do Programa Saúde na Escola, política intersetorial dos ministérios da Saúde e Educação. Instituída em 2007, a partir da interação das equipes de saúde da Atenção Básica com as equipes de educação, no planejamento, execução e monitoramento de ações de prevenção, promoção e avaliação das condições de saúde de estudantes.

A SES-MG atua na mobilização e qualificação dos municípios do Estado para o desenvolvimento de ações que visem redução da experimentação e a prevalência de tabagismo, uso de álcool e drogas entre adolescentes e jovens e a promoção da qualidade de vida dos usuários por meio de alimentação saudável, atividade física, moderação do consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas.

Em Minas Gerais, a SES-MG oferece subsídio técnico aos municípios no desenvolvimento das ações do Programa. Anualmente o Ministério da Saúde publica portaria que define as regras e o período de adesão ao Programa. Na última adesão, 692 municípios aderiram ao Programa em Minas Gerais.

Impactos do fumo em Minas Gerais

Estimativas do Ministério da Saúde e Instituto Nacional de Câncer apontaram 2.240 novos casos de câncer de traquéia, brônquios e pulmão nos anos de 2014 e 2015 em Minas Gerais. Os homens são os mais afetados, respondendo por 61% desse total.

Para o biênio 2016/2017, a estimativa é de que essas mesmas neoplasias provoquem 1.490 novos casos das doenças em homens, e 830 novos casos em mulheres. Atualmente, a prevalência de pessoas com 18 anos ou mais de idade fumantes de tabaco em Minas Gerais é de 17,8%, acima da média nacional de 14,7%.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).