Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Arvore da Prostituição Genealógica

Dia 02 de junho é comemorado o dia da Prostituta, Parabéns a Fiinha, Dádimais, Maria Cadela, Julia chupa, Claudia Bi, Manu só “na rima” e Vovó Peitão. Pessoas que apesar da influência da internet e da facilidade de se encontrar sem ônus algum nas ruas, nos pontos de ônibus e até depois da missa, continuam exercendo seus ofícios, cuidando dos seus filhos, maridos e amantes sem precisarem fechar as pernas, numa tranqüilidade de gemer. Em nome delas cumprimento a vossa irmã que está buscando alternativas para lhe dizer que não faz faculdade porra nenhuma.

A redação da Coluna saiu em diligência para encontrar pessoas dispostas a falar sobre o tema Prostituição na Família, mas não foi muito fácil, apesar de ser muito comum e comentado quando é na dos outros, na dele ninguém topa mexer, porém o bom jornalista é como cão policial treinado para achar drogas, a simples ação de mover o focinho para o lado é sinal de bom êxito. Foi assim que um atual vereador da cidade de Montes Claros decidiu contar sua história que copiamos na integra para a ciência do leitor. 

Para não identificá-lo o chamaremos de “Vereador Fulano de Tal”

Hesíodo: Senhor Vereador Fulano de Tal é verdade que a sua Avó era prostituta! Obrigado por nos receber!

Vereador Fulano de Tal: Não tem que agradecer senhor Hesíodo, nós que agradecemos pela Coluna Diária n o Jornal Montes Claros, onde a informação verídica e contundente serve de instrumento pedagógico para a educação dos nossos patrícios. Quero revelar algo que venho costurando com meus companheiros Legisladores, antes que este mandato termine serei eu aquele que fará uma homenagem especial ao senhor, ofertando-lhe com todas as honras o Titulo de Cidadão Honorário da Cidade de São Pedro das Garças onde eu nasci, não obstante ao titulo foi pedir-lhe que peça votos para a minha reeleição, assim sendo confirmada a vitória, quero revelar-lhe sem impreciosidades ou incoerências que costurarei com meus novos companheiros Legisladores para que homenageemos a vossa senhoria pelos serviços didaticamente corretos prestados a esta população, o senhor receberá o Titulo de cidadão honorário da cidade de Patis, onde meu primo Ariosto tem um Restaurante Self Service que no sábado tem Show ao vivo. Digo-lhe mais, não vou parar por ai, minha carreira política é intensa e minhas intenções abundantes, desejo ser prefeito da cidade de Montes Claros, mas para que isso aconteça preciso que o senhor, vossa excelência desta profícua e internacionalmente conhecida coluna Senhor Hesíodo José, abrace esta idéia e trabalhe diuturnamente para a minha eleição, assim sendo, confirmada a vitória não serei homem de duas faces, jamais usarei dois pesos e duas medidas, vou lhe revelar o que direi depois a minha assessoria e aos meus vereadores da base, lhe daremos o Titulo de Cidadão Honorário da Cidade de Montes Claros, o que lhe acarretará com as três indicações será a nível nacional, o senhor pedirá uma musica no Fantástico, qualquer que seja a musica, o senhor terá o prazer imensurável de ouvir, sugiro que peça uma do Trio Parada Dura que eu gosto muito que se chama “Homem de Pedra” esta linda e alusiva letra vai fazer-me relembrar de tudo que passei, enfrentando tudo e vencendo no final. Porém caso opte por outra, indico a musica “Bom Xibom, Xibom bom bom” da banda As Meninas, minhas filhas adoram ela. Todavia se ainda não satisfizer com esta não hesite em apontar para “Ta Tranqüilo, Ta Favorável” MC Bin Laden é o nome do cara que canta. É a musica favorita do meu filho.

Hesíodo: Mas Fulano de Tal, e a minha pergunta? Sua Vó era prostituta?

Vereador Fulano de Tal: Minha Vó não, de jeito nenhum!

Hesíodo: Mas está aqui na ficha, nós conversamos antes de começar a gravar e o senhor disse que era!

Vereador: Isso é intriga da oposição, isso é calunia, difamação! Admito que minha Vovozinha tomava uns pileques e perdia a memória, quando acordava no outro dia estava numa cama de puteiro, olhava na bolsinha de crochê e via ali algum dinheiro! Ficava sem beber durante todo o brilho do sol, ao chegar a tardezinha a coitada “enfiava o pé na jaca” e perdia a memória e a vergonha, dava para todo mundo, inclusive só não deu para o meu tio avô, concunhado dela porque ele era gay. Só isso que tenho a dizer, mas ela jamais foi Prostituta.

Riso da Hora

A professora pergunta ao Juquinha: – Qual cor a cor do ovo da Cobra Verde? – Não sei, fessora. E com ironia ela diz: – Te peguei. Ele também faz uma pergunta: – Fessora, qual cor da Xoxota da cadela branca? – Não sei. – Viu, tu me pega pelo  ovo que eu te pego pela Xota!!! 

Fica assim amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).