Inicio » Nacional » ‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

O agente Newton Ishii, conhecido como “japonês da Federal” e que ganhou fama ao escoltar presos na Lava Jato, foi transferido na noite de quarta (8) para o COPE (Centro de Operações Policiais Especiais), divisão da Polícia Civil.

'Japonês da Federal' é transferido para Polícia Civil
‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, ele foi colocado em uma cela separada dos demais presos na delegacia, que também fica em Curitiba.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

A transferência, que estava programada para esta quinta (9), ocorreu na noite anterior porque a notícia da prisão de Ishii, realizada na terça (7), vazou para a imprensa. Ele foi levado ao COPE por volta das 22h.

Como o agente era chefe de operações da Superintendência da PF, a direção não quis manter Ishii preso no prédio. Ele é acusado de agir para facilitar contrabandos.

oBoticário

///////////////////////////

Ele também não pode ser lavado para o CMP (Centro Médico Penal), porque lá estão presos da Lava Jato com os quais Ishii teve contato ao participar da execução de operações e até mesmo durante a detenção de alguns deles na sede da PF.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).