Inicio » Nacional » ‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

O agente Newton Ishii, conhecido como “japonês da Federal” e que ganhou fama ao escoltar presos na Lava Jato, foi transferido na noite de quarta (8) para o COPE (Centro de Operações Policiais Especiais), divisão da Polícia Civil.

'Japonês da Federal' é transferido para Polícia Civil
‘Japonês da Federal’ é transferido para Polícia Civil

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, ele foi colocado em uma cela separada dos demais presos na delegacia, que também fica em Curitiba.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A transferência, que estava programada para esta quinta (9), ocorreu na noite anterior porque a notícia da prisão de Ishii, realizada na terça (7), vazou para a imprensa. Ele foi levado ao COPE por volta das 22h.

Como o agente era chefe de operações da Superintendência da PF, a direção não quis manter Ishii preso no prédio. Ele é acusado de agir para facilitar contrabandos.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Ele também não pode ser lavado para o CMP (Centro Médico Penal), porque lá estão presos da Lava Jato com os quais Ishii teve contato ao participar da execução de operações e até mesmo durante a detenção de alguns deles na sede da PF.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).