Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas

Montes Claros – Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas


Reviewed by:
Rating:
5
On 9 de junho de 2016
Last modified:11 de junho de 2016

Summary:

Montes Claros - Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas

Montes Claros – Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas

Através do Decreto Municipal nº 3.405, de 6 de junho, o município de Montes Claros declara situação de emergência nas áreas afetadas por estiagem, conforme o código 1.4.1.1.0, da Instrução Normativa do Ministério da Integração Nacional (IN/MI 01/2012).

Montes Claros - Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas
Montes Claros – Município de Montes Claros decreta estado de emergência pela falta de chuvas.

 

O prefeito em exercício de Montes Claros, José Vicente Medeiros, ao assinar o Decreto, levou em consideração que choveu de forma irregular durante o período compreendido entre janeiro a abril do corrente ano e que as precipitações hídricas registradas foram abaixo da média histórica prejudicando todo o sistema produtivo do município contribuindo para o esgotamento dos mananciais, açudes e tanques existentes.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

A decisão do chefe do Executivo também levou em consideração que ocorreu o agravamento dos problemas sociais pela falta de oferta de trabalho e a iminência da ocorrência do êxodo rural e que o relatório técnico agroclimatológico emitido pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), encaminhado ao município apresentou até o presente momento a existência de prejuízos financeiros da ordem de R$ 58.546.273,00.

O Boticário

///////////////////////////

Como consequência desse desastre, resultaram os danos e prejuízos que contribuíram decisivamente para a frustração das lavouras, na redução da produção pecuária, da produção de carne, leite e pela escassez de água e pasto, bem como locomoção e escoamento. De acordo com a IN/MI 01/2012, a intensidade deste desastre foi dimensionada como de nível I, com tendência para agravamento.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).