Inicio » Nacional » Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas

Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas

Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas

Sete das 18 pessoas que morreram em um acidente com um ônibus na última quarta-feira (08/06/2016), na rodovia Mogi-Bertioga, sentido litoral de São Paulo, começaram a ser enterradas na manhã desta sexta-feira (10/06/2016).

Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas
Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas

 

Por volta das 9h35, o primeiro caixão deixou a quadra de uma escola estadual em Barra do Una, bairro turístico de São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Era o da estudante Gabriela, que é carregado pelas ruas do bairro Barra do Una em um cortejo formado por familiares e amigos até o cemitério.

Durante o velório, o namorado da estudante Gabriela Silva Oliveira dos Santos, 22, não desgrudou do caixão. Chorando muito, passava a mão na foto da garota colocada em cima do caixão fechado. “Meu amor, meu amor”, dizia.

Uma missa foi realizada por padres da região durante esta manhã com a quadra lotada. Em seguida, pastores evangélicos também fizeram orações. Parentes usavam cobertores para se proteger do frio intenso.

Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas
Vítimas de acidente do ônibus em São Paulo começam a ser enterradas

 

Velório

O velório durou toda a madrugada. Os caixões ficaram enfileirados na quadra da escola. Apenas dois dos sete caixões ficaram abertos. Nos outros, familiares colocaram fotos dos estudantes mortos.

Uma parente do estudante Daniel Oliveira Damazio, 25, passou mal e foi amparada por amigos. No caixão de Daniel foi colocada uma bandeira do Corinthians, seu time de coração.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Acidente

Um ônibus que fazia o fretamento de estudantes universitários tombou por volta das 23h desta quarta-feira (8) na altura do km 84 da rodovia Mogi-Bertioga, entre as cidades paulistas de Biritiba-Mirim (região metropolitana) e Bertioga (litoral), e deixou ao menos 18 mortos e 17 feridos.

Havia 35 pessoas no veículo. Morreram 17 estudantes e o motorista, Antonio Carlos da Silva, 37. Os estudantes são de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, e fazem todos os dias o trajeto entre o município e Mogi das Cruzes, cidade da Grande SP com duas universidades.

O ônibus era fretado pela Prefeitura de São Sebastião, que decretou luto de três dias -as aulas nas escolas foram suspensas. Segundo boletim de ocorrência, o ônibus trafegava pela rodovia quando, “por motivos desconhecidos, perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária, atingindo uma rocha e capotando em seguida, parando tombado com a capota prensada na rocha e parado num córrego de água pluvial, virado para baixo”.

Do total de vítimas, 15 morreram no local, entre elas o motorista. A 16ª vítima morreu no pronto-socorro em Bertioga. Outras duas morreram no Hospital Santo Amaro, em Guarujá: Rita de Cassia A. de Lima, 19, e Sonia Pinheiro dos Santos.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).