Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

MOROMANIA
Os últimos acontecimentos ocorridos no Brasil, principalmente depois da instalação da operação Lava Jato, começa a preocupar a população de bem, a pirotecnia que passou a tomar conta de setores da segurança, do Ministério Público e do próprio judiciário. No caso do judiciário a preocupação é ainda maior, já que é de onde partem as ordens para entrar nas residências e escritórios em busca de suposto documentos condenatórios e, também, autorização das prisões, mesmo sem materialidade. O grande risco que estamos vivendo é que de repente a maioria dos juízes está se achando Sérgio Moro e que a ordem é sair prendendo todo mundo. Estes estão esquecendo que o Juiz Sérgio Moro, até o presente momento tem trabalhado em cima de fatos concretos, com o resultado das condenações baseadas em provas documentais. Aliás, chama a atenção a descrição com que trabalham todos da estrutura da Lava Jato, incluindo o juiz Moro, os promotores e os delegados da Polícia Federal, que não baseiam o resultado da eficiência do trabalho nos holofotes.

CODEVASF
O nome do novo superintendente da Codevasf em Minas Gerais já foi escolhido e encaminhado para o Ministério da Integração Nacional para ser publicado. Conforme informação divulgada pela coluna, o responsável pela escolha foi mesmo o deputado federal Saraiva Felipe (PMDB-MG). Fonte de Brasília-DF, que ficou de informar a coluna em primeira mão o nome do escolhido, comentou que, a pedido do próprio parlamentar, somente entre terça e quarta-feira da próxima semana divulgará o nome. A fonte adiantou apenas que o escolhido é do Norte de Minas.

VÔLEI
Talvez se todos analisassem com frieza, sem os olhos do viés da disputa política em Montes Claros, certamente não fariam nenhum questionamento em relação à necessidade de o município contribuir para que a equipe de vôlei da cidade não seja extinta. Agora mesmo, foi encaminhada à Câmara Municipal proposta de pedido de auxílio e esperamos que não seja objeto de exploração política. Para se ter ideia da importância e do resultado do time do Pequi Atômico, como é carinhosamente conhecido, basta citar que tivemos na última temporada 54 milhões em mídia espontânea com o nome de Montes Claros; dez toneladas de alimentos arrecadados; quase 30 ações filantrópicas e sociais desenvolvidas; cinco mil alunos carentes foram levados ao estádio para assistir as partidas; os servidores público do município têm acesso gratuito aos jogos; além de termos conquistado o respeito em todo o Brasil. Se tudo isso não bastasse, temos que levar em consideração também a falta de opção de lazer na cidade.

PDT E A SUCESSÃO
Muitos têm sido os questionamentos em relação à participação do PDT de Montes Claros no processo sucessório deste ano. Falam em candidatura própria, acerto com o PPS, entre outros questionamentos. É fato é de que a direção do partido prefere não se posicionar, esperando o que pode acontecer. Enquanto alimenta especulações, a agremiação continua ornamentando vários setores da municipalidade com a ocupação de cargos estratégicos que vai de secretaria a funções de segundo e terceiro escalão. A única certeza visível é que os dois vereadores pedetistas, Raimundo do INSS e Marly Alves, já avisaram que caminham com o grupo da administração.

ARTICULAÇÃO POLÍTICA
O prefeito em exercício de Montes Claros, José Vicente de Medeiros, optou pela indicação do seu neto, Diego de Macedo Neto, como secretário de Articulação Política do Executivo. Ele ocupará a pasta que era coordenada pelo competente jurista Farley Menezes

DESENVOLVIMENTO SOCIAL
Em outra canetada, o prefeito em exercício, nomeou o ex-vereador Toninho da Cowan para responder pela secretaria de Desenvolvimento Social, em substituição à ex-deputada estadual Ana Maria Resende, que pediu exoneração. Toninho, nos próximos dias, acumulará função, já que responde pela secretária de Esportes.

IBIAÍ
Pelo andar da carruagem, a partir de janeiro do próximo ano o município de Ibiaí deverá ser governado por um dos integrantes da família Mota. Mesmo não tendo bola de cristal, o clima na cidade é favorável à ex-prefeita Marinilza Mota. O que mais chama a atenção é que a disputa está mesmo entre família. Se não for Marinilza, a candidata do grupo será a coordenadora Regional da Defensoria Pública no Norte de Minas, Maurina Fonseca Mota. Aliás, a defensora, a tempo e a hora, pediu licença da função para cumprir o que determina a legislação eleitoral.

Por Aldeci Xavier

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Jerusia Arruda

Coluna da Jerusia Arruda – Direto de Brasília

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.Coluna da Jerusia …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).