Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Detentos ordenam incêndios em ônibus em retaliação à greve dos agentes penitenciários

Montes Claros – Detentos ordenam incêndios em ônibus em retaliação à greve dos agentes penitenciários

Montes Claros – Detentos ordenam incêndios em ônibus em retaliação à greve dos agentes penitenciários

Na manhã deste sábado (11/06/2016) um ônibus do transporte coletivo foi incendiado na Vila Sion II em Montes Claros).

Testemunhas informaram aos bombeiros, que dois homens armados entraram no coletivo, anunciaram o assalto e mandaram o cobrador e o motorista descerem. Em seguida, atearam fogo no veículo.

Montes Claros - Detentos ordenam incêndios em ônibus em retaliação à greve dos agentes penitenciários
Montes Claros – Detentos ordenam incêndios em ônibus em retaliação à greve dos agentes penitenciários.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ônibus estava estacionado no ponto final na Vila Sion II e não havia passageiros no local.

Ninguém fico ferido.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

De acordo com informações da PM, o ato criminoso pode ser uma retaliação à greve dos agentes penitenciários, que não deixam entrar familiares de detentos nas unidades carcerarias.

Apesar da liminar que fixa multa de R$ 100 mil por dia ao Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp) caso prossiga com a greve, as paralisações nas unidades prisionais de todo o Estado continuam na manhã deste sábado (11/06/2016). O sindicato informou que a greve está mantida, já que o presidente da entidade ainda não foi formalmente notificado da decisão da Justiça.

O que diz a Secretaria de Estado de Defesa Social

A Seds informou em nota que, em reunião realizada ontem (10/06/2016) com as entidades sindicais representativas dos agentes penitenciários, o Governo do Estado, por meio das secretarias de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Defesa Social (Seds), atendeu alguns dos itens da pauta dos servidores, em que pese o difícil momento orçamentário e financeiro pelo qual passa o Estado.

Entre as reivindicações atendidas estão: publicação de nova resolução prevendo a criação de grupo específico da carreira de agente penitenciário; publicação até 24/06 de resolução, com vigência a partir de 01/07, prevendo o cumprimento de jornada máxima mensal de 14,66 plantões por mês; definição do cronograma do concurso de 2013, que inclui a conclusão do curso de formação para novembro de 2016 e início das nomeações para este ano; o compromisso de continuidade do treinamento com armas de fogo (TCAF) pela Seds; início dos estudos para alterar o material da carteira funcional de PVC para papel moeda; e a discussão, pela mesa de negociação, das perdas salarias na data-base da categoria, no próximo 01/10.

No que diz respeito ao pagamento imediato do abono-fardamento, o Governo reiterou o compromisso de quitar o benefício integralmente na folha do mês de junho (depositado na conta dos servidores no início de julho). O Governo também se compromete a manter as negociações com a categoria de forma aberta e permanente.

A despeito dessas medidas concretas, os representantes do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais (Sindasp-MG) e da Associação dos Agentes e Servidores Prisionais de Minas Gerais (Amasp) recusaram o acordo e mantiveram a orientação de iniciar greve da categoria a partir deste sábado, 11/06.

Na tarde de hoje, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais concedeu liminar ao Governo de Minas Gerais considerando a greve abusiva e ilegal, conforme os artigos 6 e 11 da Lei no. 7783/99, em defesa do interesse coletivo e da essencialidade dos serviços. Na liminar, o relator Luís Carlos Gambogi determina que os servidores substituídos pelo sindicato se abstenham de iniciar ou continuar o movimento grevista anunciado como forma a proteger direitos fundamentais ameaçados, como é o presente caso da segurança pública.

O Governo apela à categoria para que reconsidere a decisão de iniciar a greve e espera que os agentes de segurança penitenciários tenham serenidade e atentem para o devido cumprimento da legislação em vigor, de modo a garantir a segurança da população de Minas Gerais e também os direitos dos presos e de suas famílias. Caso as entidades sindicais decidam pelo início da greve, as reivindicações pactuadas serão imediatamente suspensas.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

A greve em Minas Gerais

Muitos presídios já liberaram as visitas aos familiares dos detentos, motivo dos motins. São eles o presídio Antônio Dutra Ladeira e o Complexo Penitenciário Público-Privado, em Ribeirão das Neves, a penitenciaria Nelson Hungria em Contagem, a penitenciária Professor Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas, e o presídio em Três Corações.

Por outro lado, a situação mais tensa acontece no presídio Inspetor José Martinho Drummond, onde, com as visitas ainda suspensas, os familiares dos detentos colocam fogo na porta da unidade. As informações são do presidente da Comissão de Assuntos Carcerários da OAB-MG, Fábio Piló.

Segundo ele, a situação também é tensa no presídio de Bicas I, onde os presos batem nas grades e gritam palavras de ordem, e em Bicas II, onde uma viatura do Comando de Operações Especiais (Cope) foi vista saindo da unidade com três presos, possivelmente para o hospital.

Mesmo com a liberação gradual das visitas, o estado é de atenção nas unidades prisionais. A Polícia Militar informou que foram deslocadas duas viaturas em cada unidade prisional do Estado em ameaça de rebelião. No geral, os diretores dos presídios querem liberar as visitas, mas os agentes das guaritas impedem.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Super Gata – Monique Helena (especial de Natal)

Super Gata – Monique Helena (especial de Natal)

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Super Gata – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).