Inicio » Esporte » Copa América » Copa América – Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário

Copa América – Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário

Copa América – Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário

Derrota pode custar emprego de Dunga

Faltou eficácia para a seleção brasileira se classificar às quartas de final da Copa América Centenário.

O time de Dunga criou boas chances e pressionou o Peru por um bom tempo na noite deste domingo, mas caiu de produção, foi prejudicado pela arbitragem e errou muitas finalizações – Elias perdeu chance clara dentro da pequena área, nos acréscimos. O resultado foi a derrota por 1 a 0, com gol de mão de Ruidíaz, e eliminação.

O revés coloca ponto final na campanha da seleção brasileira, eliminada precocemente da Copa América Centenário. Desde 1987 o time canarinho não caía na primeira fase da competição. O mau momento se estende desde o vexame da Copa do Mundo de 2014, passando pela Copa América do ano passado e a irregularidade nas Eliminatórias.

Derrota pode custar emprego de Dunga

A eliminação deve gerar pressão o suficiente para que Dunga seja demitido. O comandante começou a competição pressionado por causa do desempenho irregular e a sexta colocação nas Eliminatórias. O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, já ouve diversas reclamações de dirigentes de outras federações e sabe que até a pressão da imprensa será insustentável. Tite, hoje no Corinthians, e Jorge Sampaoli, ex-técnico da seleção chilena, tiveram seus nomes comentados na CBF para substituir o comando da seleção verde e amarela antes de a competição nos EUA começar. O único fator que pesa a favor de Dunga, agora, é o atraso no planejamento para a disputa das Olimpíadas. A tendência, caso haja demissão dele, é que Rogério Micale, hoje interino, assuma o posto de maneira definitiva em busca do ouro olímpico.

Gol ilegal validado após muita confusão

Aos 29 do segundo tempo, o lance mais marcante e debatido da partida: Polo avançou pela direita e cruzou à meia altura para Ruidíaz completar a gol com o antebraço. O lance foi prontamente validado, mas a arbitragem entrou em verdadeira conferência logo em seguida, criando total expectativa no estádio. Após vários minutos, o árbitro Andrés Cunha confirmou o gol que eliminou o Brasil.

Copa América - Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário
Copa América – Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário

Gabigol muda ataque do Brasil

Terminaram em Gabigol as principais jogadas da seleção brasileira. Diferentemente de Jonas, o jovem de 19 anos jogou mais fora do que dentro da área. Em diversas ocasiões apareceu nas pontas para receber passes e criar espaços para que Coutinho e Lucas Lima avançassem pelo centro do ataque. Quando esteve dentro da área, mostrou senso de posicionamento para se livrar dos marcadores e receber em posição livre. Na primeira, em boa jogada de Elias, girou para bater e viu o goleiro peruano Pedro Gallese se esticar para fazer grande defesa. Mais tarde, avançou pela esquerda e finalizou com força, exigindo outra boa defesa. Mas o gás do atacante santista acabou no intervalo, e ele esteve apagado até ser trocado por Hulk.

Copa América - Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário
Copa América – Peru vence e elimina o Brasil na primeira fase da Copa América Centenário

Aposta ofensiva de Dunga faz Peru errar na defesa

Dunga contrariou as expectativas quanto ao substituto de Casemiro, suspenso, e decidiu apostar no meia Lucas Lima e em uma mudança de formação tática em vez de acionar o jovem volante Walace. Passou o Brasil do 4-1-4-1 dos dois primeiros jogos para o 4-2-3-1, com Elias e Renato Augusto como volantes, uma linha de três meias ofensivos, e Gabigol. A tendência óbvia se confirmou: o time teve mais posse e conseguiu trocar, principalmente no segundo tempo, mais passes no campo ofensivo. Mas o efeito mais determinante no jogo foi a eficiência do novo esquema tático quando o Brasil não teve a bola nos pés: tamanha a pressão brasileira no campo de defesa no Peru que o time de Ricardo Gareca teve imensos problemas para sair jogando. Só no primeiro tempo, em cinco ocasiões o Brasil criou chances de gol a partir de erros adversários. Mas após o intervalo o ritmo caiu demais, recolocando o Peru na partida.

Novo reforço do SP e Guerrero

O atacante Christian Cueva, camisa 10 do Peru e novo reforço do São Paulo, ficou perto de fazer um gol no início do segundo tempo. Em falta cobrada e poucos metros da área, pelo lado direito, bateu por cima da barreira, no ângulo oposto de Alisson, e obrigou bela defesa do goleiro. Já Paolo Guerrero, do Flamengo, teve atuação discreta. Com a pouquíssima posse de bola do Peru, teve problemas para participar da partida e enfrentou desafio ainda maior para ganhar as raras bolas que chegaram ao ataque.

Pênalti aqui, pênalti lá

O Brasil chegou a pedir pênalti em quatro lances do primeiro tempo, mas só em um deles, com Lucas Lima, a reclamação foi mais intensa –  até o capitão Miranda cruzou o campo para discutir com o árbitro uruguaio Andrés Cunha. No Peru, um único lance duvidoso também rendeu polêmica quando o ponta-esquerda Flores passou por Gil e acabou calçado por Renato Augusto. O time peruano pediu a marcação da infração, mas novamente o árbitro mandou seguir.

Ficha Técnica

Brasil 0 x 1 Peru
Data:
12/06/2016
Local: Gillette Stadium, em Foxborough (EUA)
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (URU)
Assistentes: Nicolás Tarán (URU) e Richard Trinidad (URU)
Cartão Amarelo: Lucas Lima e Renato Augusto (Brasil); Yotún (Peru)

Gols: Ruidíaz aos 29 minutos do segundo tempo

Brasil: Alisson; Dani Alves, Gil, Miranda e Filipe Luís; Elias, Renato Augusto, William, Lucas Lima e Philippe Coutinho; Gabriel (Hulk). Treinador: Dunga.

Peru: Gallese; Corzo, Ramos, Rodríguez e Trauco; Vílchez, Balbín (Yotún), Polo e Flores (Ruidíaz); Cueva (Tapia) e Paolo Guerrero. Treinador: Ricardo Gareca.

Ler matéria completa

O revés coloca ponto final na campanha da seleção brasileira, eliminada precocemente da Copa América Centenário. Desde 1987 o time canarinho não caía na primeira fase da competição. O mau momento se estende desde o vexame da Copa do Mundo de 2014, passando pela Copa América do ano passado e a irregularidade nas Eliminatórias.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).