Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas define estratégias para eliminação da hanseníase

Norte de Minas define estratégias para eliminação da hanseníase

Norte de Minas define estratégias para eliminação da hanseníase

Médicos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, fisioterapeutas e integrantes de equipes de Atenção Primária à Saúde do Norte de Minas participam nesta segunda (13) e terça-feira (14), de um encontro de capacitação em ações de eliminação da hanseníase. A iniciativa é resultado de parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e o Ministério da Saúde, com o objetivo de elaborar um plano de intervenção regional.

Norte de Minas define estratégias para eliminação da hanseníase
Norte de Minas define estratégias para eliminação da hanseníase

 

As atividades, com aulas teóricas e práticas, estão sendo realizadas no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), em Montes Claros. Foi priorizada a participação de profissionais de 11 municípios onde são notificados maior número de casos da doença: Janaúba, Francisco Sá, Capitão Enéas, Ninheira, Bocaiúva, Coração de Jesus, Curral de Dentro, Rubelita, Santa Cruz de Salinas, Montes Claros e Espinosa.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

No ano de 2015, o Norte de Minas notificou 88 casos de hanseníase. Neste ano, entre janeiro e maio, foram notificados 25 casos da doença.

A supervisora regional das ações de eliminação da Hanseníase, Damaris Soares do Carmo, ressalta a importância do investimento na capacitação dos profissionais de saúde.

– A doença é passível de tratamento e cura, porém a sua evolução sem acompanhamento médico pode possibilitar a ocorrência de incapacidades físicas e deformidades, gerando prejuízos econômicos, sociais e psicológicos. A ocorrência de casos de hanseníase pode contribuir para a manutenção do estigma e do preconceito relacionados à doença – ressalta Damaris.

PROGRAMAÇÃO
O curso está estruturado em dois módulos. O primeiro, presencial, terá 16 horas de duração. Já o segundo módulo terá 30 horas de duração e será ministrado à distância, no período de 20 de junho a 20 de novembro.

O primeiro módulo será ministrado pela médica da UFMG, Luiza Ignatowska, pela enfermeira Jazeilde Mendes, e pela fisioterapeuta Cláudia Cristina de Macedo. A tutoria do encontro estará a cargo de Gabriela de Cássia Ribeiro.

Ao final do primeiro módulo da capacitação, os profissionais deverão elaborar um plano de intervenção regional contemplando a definição de estratégias, ações e metas a serem implementadas a curto, médio e longo prazo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).