Inicio » Economia » O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz

O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz

O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz

“O feijão está pela hora da morte mesmo!”. O desabafo é da professora Dione Alcântara, que foi ao supermercado ontem e não viu alternativa: levou bem menos para casa. Não dá para substituir. O preço do produto disparou em todo o país.

O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz
O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz

 

O valor subiu tanto que 1 kg de feijão está até mais caro do que um pacote de 5 kg de arroz. A reportagem verificou o fenômeno em vários supermercados. Em um deles, por exemplo, tinha pacote de 1 kg de feijão por R$ 12,48, enquanto 5 kg de arroz custavam R$ 11,98 na mesma gôndola.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Em maio, enquanto a inflação oficial do país avançou 0,78%, o feijão mulatinho subiu 9,85% e o carioca, 7,61% no mês passado. Em 2016, a taxa de inflação já acumula 4,05% e o mulatinho já ficou 37,44% mais caro, e o carioca disparou 33,49%. Quando a comparação é feita nos últimos 12 meses, a elevação assusta ainda mais: 48,78% e 41,62%, respectivamente. Já o IPCA avançou 9,32% no mesmo período, de acordo com dados divulgados pelo IBGE.

O feijão virou agora a brincadeira nas redes sociais. O tão querido produto brasileiro transformou-se em memes. Um, por exemplo, faz alusão ao transporte do produto até por carro-forte e outro, mostra até o feijão como uma joia.

A explicação do preço alto é o clima, segundo Caio Coimbra, analista de agronegócios da Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg). No Paraná, maior produtor do país, as lavouras foram muito afetadas pela chuva e agora, o frio. “Oferta menor é sinal de preço em elevação”, aponta. Segundo ele, na passagem de abril para maio houve uma redução de cerca de 20% da produção naquele Estado. Minas, que é o segundo produtor, também sofreu com a chuva. O especialista explicou também que o preço subiu por causa dos custos de produção: energia, insumos e mão de obra ficaram mais caros.

O quilo do feijão já está mais caro do que 5 kg de arroz

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).