Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Modificação no traçado facilita trânsito em Montes Claros

Montes Claros – Modificação no traçado facilita trânsito em Montes Claros

Montes Claros – Modificação no traçado facilita trânsito em Montes Claros

Passagem de nível de linha férrea sofre modificações em diversos trechos de Montes Claros, em trabalho realizado em parceria entre a MCTrans e a Ferrovia Centro Atlântica. Estudos técnicos prometem novos locais que serão analisados pelas empresas.
Passagem de nível na confluência das avenidas Ovídio de Abreu, Padre Bretano e rua Barão de Cotegipe
Passagem de nível na confluência das avenidas Ovídio de Abreu, Padre Bretano e rua Barão de Cotegipe.

 

O Brasil registrou quase mil acidentes nas linhas de trem no último ano. Em boa parte deles, a imprudência de motoristas e pedestres tem papel decisivo. Apenas no ano passado foram registrados mais de 800 acidentes envolvendo trens em todo o Brasil. Mais de 60% dos acidentes aconteceram em passagens de nível. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Mobilize / SP, em 2015, ao longo dos 1.643 quilômetros de malha ferroviária sob concessão da MRS Logística, ocorreram 104 atropelamentos ou abalroamentos. Segundo a pesquisa, a imprudência continua sendo a principal causa dos acidentes dessa natureza.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Desde 1926,Montes Claros passou a ser cortada pela linha férrea, que faz parte da malha ferroviária que começou a ser construída em todo o País, em 1914. Nos últimos anos, apopulação se acostumou a ter que, em dado momento, esperar pela passagem do trem de ferro, que interrompe por longo período o tráfego de veículos, congestionando o trânsito da cidade. Embora não sejam recorrentes, os acidentes envolvendo carros, pedestres e o trem de ferro sempre ocorreram e são motivos de preocupação.

A MCTrans tem realizado parceria com a FCA para melhorar a passagem de nível que tem tráfego intenso de veículos pequenos e caminhões. Segundo o diretor de Trânsito e sistema viário do órgão, Éder Rainan, pelo menos quatro locais tiveram seu traçado modificado para facilitar o acesso dos motoristas e pedestres e otimizar a passagem do trem.

– Temos feito levantamos mensais e estudos técnicos de locais que tenham passagens de nível que possam apresentar perigo para pedestres e veículos. Identificamos em Montes Claros a passagem que fica na Avenida Geraldo Athayde, próximo ao Parque de Exposições, a que fica localizada na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro São Judas, a da Rua General Carneiro, no centro da cidade e, ainda, a da Avenida Ovídeo de Abreu, também no centro – Informa Rainan.

Na passagem de nível da Avenida Geraldo Athayde foi colocado um semáforo interligado a um dispositivo que fica nos trilhos e que é acionado quando a locomotiva e as composições passam por ele, ficando com o alerta vermelho indicando aos veículos que não podem passar pelo local.

Já na Avenida Nossa Senhora de Fátima, o mesmo dispositivo foi colocado com os semáforos que foram instalados no cruzamento entre a via e a Avenida São Judas Tadeu. Dessa forma os veículos são avisados da chegada dotrem de ferro instantes antes de sua passagem.

Mas a modificação mais sistêmica foi a que envolveu a travessia da Avenida Ovídio de Abreu, que liga o centro da cidade aos bairros Santa Rita, Cintra e Roxo Verde. Ali foi feita uma mobilização de cerca de 300 a 500 metros do local, como explicou o diretor da MC Trans.

– Fizemos diversos testes até que chegássemos ao padrão que estabelecemos hoje naquele local. Primeiro, colocamos mão única na avenida Padre Bretano, facilitando o trânsito para os veículos que fossem em direção ao bairro Santa Rita. Depois realizamos modificações nas ruas Barão de Cotegipe e Príncipe Regente para que os carros que fossem na direção bairro-centro também fossem beneficiados, além de realizar intervenções em praticamente todas as ruas no entorno da travessia, para dar maior mobilidade e rapidez no tráfego aos veículos – explicou Éder Rainan.

ALTERAÇÕES NO TRÂNSITO
As mudanças têm dividido opiniões, mas as maiorias dos motoristas perceberam que o objetivo é a fluência do trânsito em torno da linha férrea. O comerciante Leônidas Jesus, 58, utiliza esse trecho todos os dias para ir para o trabalho e retornar para casa no fim do dia. Ele diz que no início achou ruim, mas agora consegue enxergar o benefício das mãos únicas nas ruas em volta da passagem.

– Antes eu passava pela Padre Bretano para ir para o trabalho, mas existiam dias em que eu não conseguia fazer a confluência à esquerda e, por minutos a fio, ficava esperando uma oportunidade para entrar. Hoje sou obrigado a ir pela Barão de Cotegipe pela sinalização e só bem àfrente pegar a Príncipe Regente voltando. Diminui meu tempo em pelo menos quase meia hora – explicou se referindo à última modificação feita pela MCTrans, colocando mão única na rua Barão de Cotegipe apenas sentido centro-bairro.

A empresa FCA, em Montes Claros, informou que as mudanças foram consensuais e que mantém nas passagens de nível das ruas General Carneiro e Dona Tiburtina um agente de segurança que controla o trânsito evitando que acidentes possam ocorrer. Porém, a empresa ainda informou que mesmo nos locais onde foram instalados os semáforos, os agentes de segurança permanecem realizando a fiscalização nos momentos em que há trânsito de composições na linha férrea.Para a passagem de nível que corta a rua General Carneiro, também no centro, a empresa de trânsito informa que em breve serão realizadas mudanças.

– Os estudos já estão em sua fase de finalização. Em breve anunciaremos modificações para melhor fluência do trânsito nesta passagem de nível – afirma Rainan.

Por Nairlan Clayton Barbosa

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).