Inicio » Economia » Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais

Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais

Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais

O número de idosos inadimplentes cresceu 13,6% em maio em comparação com o mês anterior segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) das CDLs em Minas Gerais.

Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais
Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais

 

O motivo principal seria a combinação de aumento dos gastos com planos de saúde e remédios, aliados à redução da renda por causa da aposentadoria.

Além disso, segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Bruno Falci, outro problema é a falta de planejamento, já que de dez idosos entrevistados, cinco possuem três ou mais cartões de crédito e ou débito.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

“O recomendado é que cada pessoa tenha no máximo dois cartões, pois assim fica mais fácil controlar os gastos e evitar compras por impulso”, afirmou.

A única faixa etária que apresentou queda (-20,51%) no número de pessoas inadimplentes foi a de 18 a 24 anos. Depois dos idosos, os consumidores que registraram o maior crescimento de inadimplência (9,18%) concentram-se na faixa etária de 50 a 64 anos. Em seguida aparecem de 40 a 49 anos (7,63%); de 30 a 39 anos (5,14%) e de 25 a 29 anos (0,28%).

Além da faixa etária, outro critério de comparação é o que separa homens e mulheres. Segundo os dados da pesquisa, as mulheres foram responsáveis pelo maior crescimento da inadimplência (3,83%) no mês de maio, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Entre os homens, esse índice teve alta de 2,44%.

Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais
Inadimplência cresce entre os idosos de Minas Gerais

 

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Dívidas

As dívidas em atraso em Minas Gerais tiveram um crescimento de 3,72% em maio deste ano, na comparação com o mesmo período em 2015. O presidente da CDL/BH explica que os dados mostram que o aumento da inflação tem comprometido muito a renda das famílias.

“Além disso, os juros elevados acabam dificultando a negociação dos débitos, pois as dívidas ficam mais caras”, comenta.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).