Inicio » Internacional » Europa » Atentado suicida em Istambul deixa 41 mortos e 239 feridos

Atentado suicida em Istambul deixa 41 mortos e 239 feridos

Atentado suicida em Istambul deixa 41 mortos e 239 feridos

Ao menos 41 pessoas morreram, incluindo pelo menos 13 estrangeiros, e 239 ficaram feridas na noite dessa terça-feira, em um atentado com três suicidas (homens-bomba) cometido em um terminal do aeroporto internacional Ataturk, de Istambul, o mais importante da Turquia.

Terminal de Ataturk. Cenas de guerra na entrada do local: pessoas feridas foram levadas para as calçadas do lado de fora do aeroporto
Terminal de Ataturk. Cenas de guerra na entrada do local: pessoas feridas foram levadas para as calçadas do lado de fora do aeroporto.

 

“Um terrorista começou a atirar com uma Kalashnikov e, então, se detonou”, relatou o ministro turco da Justiça, Bekir Bozdag, em pronunciamento no Parlamento, em Ancara. Os dados foram atualizados pelo governador da cidade, na manhã desta quarta-feira (29).

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Um total de 130 feridos permanecem internados nos hospitais da cidade um dia depois do atentado. O balanço anterior citava 36 mortos, 23 turcos e 13 estrangeiros.

Uma onda de pânico varreu o terminal de voos internacionais, quando duas violentas explosões após um tiroteio foram ouvidas, por volta das 22h (16h, horário de Brasília). Mais de dez ambulâncias foram enviadas ao terminal, noticiou a rede CNN-Türk. Nenhum grupo reivindicou o ataque até o fechamento desta edição. Informações iniciais sugerem que o Estado Islâmico estaria por trás dos ataques.

Os três agressores metralharam passageiros e policiais de plantão, o tiroteio começou, e os suicidas se detonaram. A televisão local divulgou imagens impressionantes, mostrando um policial que atira em um dos terroristas. Ferido, o indivíduo cai no chão e aciona sua carga explosiva.

Fotos divulgadas nas redes sociais mostram danos materiais significativos dentro do terminal e passageiros deitados no chão. Os jornais divulgaram imagens de feridos sendo levados para as calçadas do lado de fora do aeroporto.

Todos os voos foram suspensos, e um grande efetivo policial estabeleceu um perímetro de segurança na área afetada.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Reações. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, fez um apelo à “luta comum” no plano internacional após o triplo atentado. “Espero sinceramente que o ataque visando ao aeroporto Ataturk seja uma virada para a luta comum a ser travada em todo o planeta contra as organizações terroristas, com os países ocidentais à frente”, disse em um comunicado. O primeiro-ministro Benali Yildirim deixou Ancara imediatamente com destino a Istambul, enquanto uma reunião de crise era organizada na capital com vários ministros.

Em entrevista coletiva no primeiro dia da cúpula europeia em Bruxelas, o presidente francês, François Hollande, condenou o que chamou de “ato abominável”.

Washington condenou o “atroz” atentado e prometeu apoio à Turquia. “O aeroporto internacional Ataturk, como o aeroporto de Bruxelas que foi atacado anteriormente este ano, é um símbolo das conexões internacionais e dos laços que nos unem”, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

‘Carimbo’ jihadista

Rebeldes curdos ou extremistas. Em 2015, a Turquia foi atingida por uma série de atentados letais, atribuídos a rebeldes curdos e ao Estado Islâmico (EI). Em entrevista à CNN-Türk, o especialista em Segurança e Terrorismo Abdullah Agar privilegiou a tese de atentado jihadista. “Isso parece muito com os métodos deles”, afirmou, referindo-se aos ataques contra o aeroporto e metrô de Bruxelas, em março deste ano. O outro aeroporto de Istambul, o Sabiha Gokcen, foi atingido em dezembro passado por um atentado.

Piloto brasileiro escapou por pouco

Brasília. O piloto brasileiro Leonardo Salgado, 30, disse que escapou por cerca de 15 minutos do atentado ao aeroporto. Segundo ele, uma ligação com um amigo se prolongou e ele não conseguiu chegar às 22h, horário turco, ao terminal. “Se tivesse seguido meu ritual de trabalho, fatalmente estaria lá”, disse.

Salgado disse que iria trabalhar em um voo que sairia à 0h05 de Istambul e que, por protocolo da empresa, os pilotos devem chegar duas horas antes da decolagem. Atrasado após conversar com o amigo pelo telefone, ele pegou um táxi em direção ao aeroporto e, no meio do caminho, o motorista recebeu a notícia dos ataques.

Segundo Salgado, o carro teria parado a cerca 800 metros de onde ocorreram os disparos. “Segui caminhando em direção do aeroporto para entender o que era. O taxista falou um monte de coisa em turco e eu não entendi”, disse.

Em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro condenou os atentados na Turquia e prestou condolências às famílias das vítimas. A nota divulgada pelo Itamaraty informa que o Consulado-Geral do Brasil em Istambul acompanha de perto a situação e diz que não há registro de cidadãos brasileiros entre as vítimas.

Movimentado

Ataturk. Esse aeroporto é o terceiro mais movimentado da Europa, atrás dos aeroportos de Londres e de Paris, e o 11º mais movimentado do mundo. Mais de 61 milhões de passageiros passaram por lá em 2015.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).