Inicio » Minas Gerais » MG – Salários dos servidores de Minas Gerais devem continuar atrasados

MG – Salários dos servidores de Minas Gerais devem continuar atrasados

MG – Salários dos servidores de Minas Gerais devem continuar atrasados

Mesmo com o acordo que permite ao Estado de Minas Gerais suspender o pagamento de suas dívidas com a União, o governo de Minas Gerais não voltará a pagar os servidores em dia e manterá o primeiro pagamento entre o sexto e oitavo dia útil.

As informações foram dadas nesta sexta-feira (1º) pelos secretários de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, e da Fazenda, José Afonso Bicalho, que se reuniram com 34 entidades sindicais dos servidores na Cidade Administrativa.

As informações foram dadas nesta sexta-feira (1º) pelos secretários de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, e da Fazenda, José Afonso Bicalho, que se reuniram com 34 entidades sindicais dos servidores na Cidade Administrativa.
As informações foram dadas nesta sexta-feira (1º) pelos secretários de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, e da Fazenda, José Afonso Bicalho, que se reuniram com 34 entidades sindicais dos servidores na Cidade Administrativa.

 

O escalonamento para o pagamento dos funcionários com salários líquidos acima de R$ 3.000 vai continuar para os vencimentos nos meses de agosto, setembro e outubro. Bicalho revelou que os parcelamentos vão ser pagos nos dias 10, 15 e 18 de agosto; 9, 14 e 19 de setembro; e 10, 14 e 18 de outubro.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A divisão dos pagamentos segue a fórmula que vinha sendo adotada, com duas parcelas para os salários entre R$ 3.000 e R$ 6.000 e em três parcelas para recebimentos acima destes valores.

A presidente da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT-Minas) e diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Beatriz Cerqueira, disse que não concorda com o anúncio feito pela administração. “Entendemos que o governo do Estado deve fazer esforços para se organizar. Não pode ser, mais uma vez, o servidor público a pagar a conta, assim como ocorreu durante os 12 anos do choque de gestão das gestões anteriores”, declarou.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Bicalho justificou a situação dizendo que o Estado segue enfrentando problemas de arrecadação. “O problema é que estamos pagando o salário do mês com a arrecadação do próprio mês”, explicou. O secretário de Fazenda informou que a folha de pagamento do executivo é de aproximadamente R$ 2,5 bilhões mensais.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

De compra pela internet a mesada, veja opções de uso do cartão pré-pago internacional ZenCard MasterCard

De compra pela internet a mesada, veja opções de uso do cartão pré-pago internacional ZenCard MasterCard

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.De compra pela …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).