Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Ex-funcionário denuncia suposto “esquema” de corrupção da primeira-dama de Manga

Norte de Minas – Ex-funcionário denuncia suposto “esquema” de corrupção da primeira-dama de Manga

Norte de Minas – Ex-funcionário denuncia suposto “esquema” de corrupção da primeira-dama de Manga

Ela não teve o voto de nenhum eleitor do município, mas seria quem de fato mandaria e desmandaria na Prefeitura de Manga. Jirlene Vieira Lima (PT), 45 anos, é esposa do prefeito Anastácio Guedes Saraíva (PT).

Jirlene Vieira Lima (PT), 45 anos, é esposa do prefeito Anastácio Guedes Saraíva (PT)
Jirlene Vieira Lima (PT), 45 anos, é esposa do prefeito Anastácio Guedes Saraíva (PT).

 

Nomeada para a Secretaria Municipal de Ação Social, ela não exerceria de fato suas funções. Outra servidora pública é quem desempenharia as tarefas que a primeira-dama deveria realizar.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Além disso, Jirlene seria pródiga em esbanjar dinheiro público obtido através de suposto esquema que teria implantado para embolsar diárias de viagens jamais realizadas. Muitas dessas diárias seriam emitidas em nome de terceiros, geralmente funcionários municipais. Após receber os cheques das diárias, esses funcionários endossariam e entregariam os cheques das diárias à primeira-dama, que seria a destinatária final do dinheiro.

Essas informações constariam de extensão depoimento prestado ao órgão do Ministério Público de Minas Gerais em Manga por um ex-funcionário Prefeitura de Manga, cujo nome está sendo preservado.

O ex-funcionário teria revelado ao MPMG que uma das primeiras exigências que lhe fizeram ao ser contratado foi a de que transferisse seu título eleitoral para Manga. “Para isso eles fabricaram um comprovante de residência em meu nome”, contou ele.

De acordo com o ex-funcionário, desde que foi contratado pela Prefeitura de Manga, várias diárias de viagens não realizadas ou superfaturadas teriam passado a ser emitidas em seu nome. Ele explica que o superfaturamento das diárias se dava da seguinte forma: viajava um dia e eram feitas 5 ou mais diárias.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O homem revelou que tudo era feito com o conhecimento do secretário Municipal de Administração, Geovane Pimenta. Para que os cheques nominais posteriormente endossados não circulassem pela conta bancária de Jirlene, o ex-funcionário teria dito que ela contaria com a ajuda de uma casa lotérica de Manga, onde os cheques eram trocados por dinheiro.

No depoimento, o homem mencionou que se lembrava, entre outras, de diárias feitas em seu nome nos valores de R$ 3.700,00, R$ 850,00, R$ 710,00, além de duas no valor de R$ 1.200,00. Algumas diárias teriam sido pagas com recursos da educação, setor para o qual o depoente nunca prestou serviços.

Conforme o ex-funcionário, o dinheiro desviado na forma de diárias teria sido usado para diversas finalidades, como pagamento de viagens ao Pará ou Tocantins, onde supostamente a família do prefeito teria adquirido uma fazenda que seria gerida por um dos irmãos da primeira-dama.

OUTRO LADO

Contatado pelo Blog, o secretário Geovane Pimenta foi econômico nas palavras. Ele negou os fatos. “Isso não procede. Não sei de onde essa pessoa tirou isso”, afirmou.

Segundo Geovane, todas as diárias da Prefeitura de Manga são feitas segundo orientação do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais. Para ele, esse tipo de denúncia é típico “de funcionário que é demitido e fica com raiva”.

A primeira-dama Jirlene Vieira Lima não atendeu às ligações, mas enviou mensagem por um aplicativo de rede social. “Desconheço tal fato e toda e qualquer diária é feita para o servidor, sendo ele o responsável pela viagem feita”, afirmou.

As informações são do Blog de Fábio Oliva

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).