Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Igreja Matriz de Montes Claros comemora Jubileu da Misericórdia

Montes Claros – Igreja Matriz de Montes Claros comemora Jubileu da Misericórdia

Montes Claros – Igreja Matriz de Montes Claros comemora Jubileu da Misericórdia

Arquidiocese de Montes Claros realiza programação especial para celebrar 184 anos da Matriz de Nossa Senhora e São José.

Arquidiocese realiza programação especial para celebrar 184 anos da Matriz de Nossa Senhora e São José
Arquidiocese realiza programação especial para celebrar 184 anos da Matriz de Nossa Senhora e São José

 

Na próxima quinta-feira (14/07/2016), a Arquidiocese de Montes Claros celebra os 184 anos de elevação da Matriz à condição de paróquia, com uma missa solene, às 19h, no tradicional templo da Praça Doutor Chaves, centro histórico da cidade.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Pároco da Matriz há três anos, Padre Dorival Barreto, 52 anos, destaca que movimentos e pastorais já se preparam para o evento, com a realização de encontros periódicos destinados a esclarecer, tanto o sentido do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, aberto pelo Papa Francisco, no dia 8 de dezembro de 2015, como também a refletir sobre o significado da comunidade paroquial.

A Matriz completará, no dia 14 de julho, 184 anos enquanto paróquia. A data remete ao dia da assinatura de decreto de 1832 que criava a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição e São José de Formigas. Três meses antes de ser oficialmente instalada a Vila de Montes Claros de Formigas, que emanciparia o Povoado de Formigas cujo território pertencia à então Diocese de Diamantina. O primeiro vigário, Padre Antônio Gonçalves Chaves, que chegaria apenas em 1835, legitimou a existência da paróquia.

RESTAURAÇÃO

Por exigência do Ministério Público de Minas Gerais, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA) e do Conselho Municipal Histórico, Artístico e Cultural de Montes Claros, a Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José efetua obras de restauração em sua sede.

Padre Dorival Barreto, na época da divulgação da medida, em 2014, disse que o serviço visava reparar os danos físicos advindos de reforma levada a efeito em 1999, apesar de já naquela ocasião o primeiro templo da cidade ser “tombado pelo município e inventariado no âmbito do Estado de Minas Gerais pelo IEPHA”, conforme bem explicita Termo de Ajustamento de Conduta do MPE datado de 16 de maio de 2013 e legitimado com as assinaturas do sacerdote e do Arcebispo Metropolitano Dom José Alberto Moura, que se comprometeram a levar a decisão a termo.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

CAMPANHA

Na tentativa de cobrir o montante inicial, estimado de R$ 300 mil para a restauração, a paróquia lançou campanha. As pessoas interessadas em participar da empreitada podem manter contato na Secretaria Paroquial, que funciona num dos anexos da própria igreja, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 14h às 19h, e das 8h às 12h, no sábado. O telefone de contato é (38) 3212-5749. Também após as missas diárias (segunda, quarta, quinta, sexta e sábado, às 7h e 19h; terça, às 7h; e domingo, às 7h, 9h e 19h), membros da equipe de apoio responsável pela arrecadação de fundos disponibilizarão fichas de adesão a quem se propuser a ajudar.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Dr. Newton Figueiredo, vice-presidente da ACI, defendeu o resgate do futebol local a partir da campanha

Montes Claros – Ação entre amigos da ACI e CDL em prol do Ateneu

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).