Inicio » Mais Seções » Famosos » “Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa”, declara Ana Hickmann

“Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa”, declara Ana Hickmann

“Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa”, declara Ana Hickmann

A apresentadora Ana Hickmann fez um desabafo neste domingo (10/07/2016) e declarou estar revoltada com o indiciamento do cunhado Gustavo Henrique Bello Correa por homicídio doloso. Ele matou um fã de Hickmann, que invadiu um quarto de hotel e disparou em direção a ela.

"Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa", declara Ana Hickmann - Foto: Reprodução TV Record
“Eu acredito na Justiça. Vamos mostrar que foi legítima defesa”, declara Ana Hickmann – Foto: Reprodução TV Record

 

“Que homem em sã consciência, vendo as pessoas que ele ama sendo alvejadas, não ia tomar uma atitude? (…) Ou ia assistir de camarote todo mundo morrer?”, questionou. “Agora a gente que é culpado? A gente buscou isso? (…) Ele não é culpado, ele é meu herói. Ele salvou a minha vida”, prosseguiu.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Apesar da revolta, a apresentador declarou em entrevista ao programa Domingo Espetacular, da TV Record, que continua acreditando na Justiça. “Eu acredito na Justiça. A gente vai mostrar que foi legítima defesa”.

Desde quinta-feira (07/07/2016), quando a Justiça mineira acatou o indiciamento de Correa por homicídio doloso – quando há a intenção de se cometer o crime -, a apresentou disse viver um turbilhão de sentimentos. “É o medo que não passa, que não sei quando vai passar. Indignação, porque a gente não pediu pra isso acontecer (…) De revolta, de pessoas de bem, que só quiseram defender a sua vida”, lamentou.

O marido de Hickmann, Alexandre Correa confessou que pensou em mudar de país. Por causa do atentado, a rotina da família também foi alterada. A segurança foi reforçada e as aparições públicas acontecem em menor proporção.

Dor

A cunhada da apresentadora, Giovana Oliveira, também participou da entrevista e relatou que continua com a bala alojada na perna. “Eu tenho a bala alojada e vou continuar com ela alojada pelo resto da vida. Ele (Correa) não fez nada errado. Ele fez a única coisa que podia fazer”, defendeu.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Indiciamento

A Justiça acatou denúncia por homicídio doloso – quando há a intenção de se cometer o crime – apresentada pelo Ministério Público de Minas Gerais contra o cunhado da apresentadora Ana Hickmann, Gustavo Henrique Bello Correa.

Na tarde de 21 de maio, Correa matou Rodrigo Augusto de Pádua, fã da apresentadora que invadiu o quarto de hotel em Belo Horizonte onde a equipe de Hickmann estava hospedada com o objetivo de assassiná-la. O cunhado da apresentadora, agora réu, vai responder pelo crime e, ao final do processo, poderá ir a júri popular.

A denúncia apresentada pelo promotor Francisco de Assis Santiago tem como principal argumentação o fato de Pádua ter sido morto com três tiros na nuca. O inquérito da Polícia Civil apontou morte em legítima defesa e pediu o arquivamento do caso. Houve luta entre os dois antes de o invasor ser alvejado. Para o MP, no entanto, Correa realmente estava em legítima defesa, mas excedeu essa condição e praticou o homicídio intencionalmente.

A denúncia foi apresentada na quinta-feira (07/07/2016), pela promotoria. Na sexta-feira (08/07/2016), Ana Hickmann publicou nas redes sociais a palavra “Indignação” e o significado da palavra no dicionário: “revolta”, “sentimento de oposição”, “de cólera”, “provocada por uma circunstância injusta, indigna ou revoltante”..

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).