Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2016 – Cruzeiro perde do Sport

Brasileirão 2016 – Cruzeiro perde do Sport

Brasileirão 2016 – Cruzeiro perde do Sport

Cruzeiro e Sport se enfrentaram neste domingo em briga direta para sair da zona de rebaixamento. Jogando no Mineirão, a Raposa pecou nas finalizações e viu o adversário vencer por 2 a 1, com dois de Rogério e bela partida do experiente goleiro Magrão. Ao final, a torcida local protestou contra o técnico Paulo Bento e pediu a volta de Mano Menezes, atualmente desempregado.

Cruzeiro está na vice-lanterna do campeonato
Cruzeiro está na vice-lanterna do campeonato

 

As duas equipes entraram em campo com um retrospecto nada favorável neste Campeonato Brasileiro. Na zona de rebaixamento, só a vitória interessava às duas equipes. O Cruzeiro começou melhor o primeiro tempo, mas no final da etapa viu Diego Souza dar lindo passe para o atacante Rogério que marcou o primeiro gol do Sport. Já na segunda etapa, o Leão logo ampliou, novamente com Rogério, em um belo chute de perna direita. Com 2 a 0 a seu favor, os pernambucanos se fecharam, mas ainda viram o o atacante Willian descontar, após 28 finalizações.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

O resultado não foi nada bom para a Raposa. Com a derrota, a equipe caiu para a penúltima colocação do Brasileirão, com apenas 15 pontos somados, dois a menos que o Figueirense, que ocupa a 18ª posição. Na próxima rodada, os mineiros enfrentam o Santos, fora de casa. Já o Sport deve comemorar muito a vitória. Com os três pontos somados, o Leão chegou a 18 e deixou a zona de rebaixamento, ocupando, agora, a 14ª posição. O próximo jogo dos pernambucanos é contra o Atlético-PR, na Ilha do Retiro.

O jogo – Jogando em casa e precisando do resultado, o Cruzeiro começou propondo o jogo. Com uma marcação adiantada quando estava sem a bola e toques rápidos com ela, quase sempre com Arrascaeta participando do lance, a Raposa chegava bem ao ataque. Enquanto Arrascaeta era o cérebro do Cruzeiro, Diego Souza fazia a mesma função pelo Sport, armando os contra-ataques e chegando muitas vezes para a finalização.

Aos cinco minutos, um lance polêmico: Rafael Sóbis tentou achar Willian dentro da área e a bola acabou tocando no braço do defensor do Sport. A torcida cruzeirense ficou na bronca com o juiz, que mandou o jogo seguir. O primeiro chute perigoso ao gol saiu aos oito minutos. Arrascaeta foi à linha de fundo e cruzou para a entrada da área. Rafael Sóbis tentou o domínio e a bola sobrou para Willian, que deu uma paulada de primeira, mas viu a bola subir muito.

O Cruzeiro se portava melhor em campo, e o Sport se atrapalhava na marcação. Após bobeira da zaga do Leão, Ábila cruzou para Arrascaeta, mas o uruguaio pegou mal na bola. A Raposa conseguia chegar bem pela lateral direita. Após lançamento, Lucas cruzou na medida para Arrascaeta, mas o meia isolou. O Sport se segurava como podia, e perto dos 30 minutos o Cruzeiro ficou perto de inaugurar o placar. A bola foi cruzada na área, enganou o marcador Ronaldo Alves e sobrou para o atacante Willian, que chutou de primeira e viu o experiente goleiro Magrão salvar com os pés em uma ótima defesa.

oBoticário

///////////////////////////

Quando parecia que o primeiro tempo iria para o intervalo com 0 a 0 no placar, brilhou a estrela de Diego Souza. Aos 37 minutos, o meia deu um lindo toque para o atacante Rogério, que saiu cara a cara com o goleiro Fábio e chutou cruzado: 1 a 0.

O Sport voltou do intervalo apostando nos contra-ataques. Depois de Willian perder boa oportunidade para a Raposa, o time nordestino foi ao ataque e ampliou. O meia Everton Felipe fez grande arrancada e achou Rogério bem posicionado. O atacante chutou de chapa, com precisão, para fazer um belo gol: 2 a 0.

Com o revés sofrido, o Cruzeiro precisou se lançar ao ataque, mas não conseguia criar uma boa chance. Rogério, em tarde inspirada, puxou contra-ataque e lançou Diego Souza, mas o meia se atrapalhou com a bola, cara a cara com Fábio, e perdeu a chance de fazer o terceiro gol do Leão na partida.

A Raposa, com quase todos os jogadores no ataque, conseguiu criar duas boas jogadas. O argentino Ábila recebeu dentro da área, se esticou, mas não conseguiu tirar do goleiro Magrão. Na sequência, Rafael Sóbis soltou uma bomba do meio da rua, mas a bola tomou um curva e tirou tinta da trave direita defendida pelo experiente arqueiro do Sport.

O time mineiro martelava, mas quando não pecava nas finalizações, parava nas boas defesas do goleiro Magrão, que salvou um arremate de Rafael Sóbis com muita elasticidade. Aos 27 minutos, o técnico Oswaldo de Oliveira colocou o volante Rodrigo Mancha no lugar do centroavante Edmílson, buscando congestionar o meio-campo.

Nos minutos finais, o Cruzeiro teve uma falta para cobrar, e Bruno Rodrigo acertou o travessão de Magrão, desperdiçando boa chance. No “abafa”, a Raposa conseguiu diminuir nos acréscimos da partida. Arrascaeta cruzou, Douglas Coutinho desviou e Willian desviou para fazer o gol solitário do Cruzeiro: 2 a 1.

CRUZEIRO 1 X 2 SPORT

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 24 de julho de 2016 (domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (asp.FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (asp.FIFA-SP)

Cartões amarelos: Rodney Wallace, Serginho e Magrão (Sport)

GOLS: Willian aos 45 do segundo tempo (Cruzeiro);Rogério aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 5 do segundo tempo (Sport)

CRUZEIRO: Fábio; Lucas (Douglas Coutinho), Léo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Robinho) e Arrascaeta; Willian, Rafael Sóbis e Ábila (Rafinha)

Técnico: Paulo Bento

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza (Tulio de Melo) e Rogério; Edmílson (Rodrigo Mancha)

Técnico: Oswaldo de Oliveira

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).