Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2016 – Atlético ganha do Santa Cruz e cola nos líderes

Brasileirão 2016 – Atlético ganha do Santa Cruz e cola nos líderes

Brasileirão 2016 – Atlético ganha do Santa Cruz e cola nos líderes

O Atlético-MG embolou de vez a disputa pelas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro.

Contra América, Bota, Coxa e Santa, Robinho marcou cinco gols em BH
Contra América, Bota, Coxa e Santa, Robinho marcou cinco gols em BH

 

Com uma atuação inspirada do setor ofensivo, principalmente do atacante Robinho, o Galo empolgou a torcida e derrotou o Santa Cruz por 3 a 0, neste sábado, no estádio Independência, pela 17ª rodada da competição. Com o resultado, o time chegou à quinta posição, com 29 pontos.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

O primeiro gol do jogo foi marcado por Robinho, aos 22 minutos do primeiro tempo. O atacante aproveitou o rebote dado por Tiago Cardoso após uma finalização de Fred e empurrou com tranquilidade para as redes. Já aos 22 da etapa complementar, o ataque mineiro envolveu a defesa pernambucana e permitiu que Fred balançasse as redes. Luan, aos 25, selou o marcador após grande jogada de Robinho.

Embalado por ter conquistado mais três pontos na competição nacional, o Galo voltará a campo na próxima quinta-feira, contra o São Paulo, no Morumbi. O duelo será a chance de o time se vingar da equipe que o eliminou nas quartas de final da Copa Libertadores. A preocupação será o lateral Carlos Cesar, substituído no primeiro tempo após sentir lesão.

Do outro lado da tabela, o Santa Cruz se complicou com a derrota. O clube continua com 17 pontos entrou na zona do rebaixamento. No momento, o time está na 17ª colocação, mas a conclusão da rodada poderá afundá-lo ainda mais na tabela. O próximo compromisso da equipe será contra o Grêmio, nesta quinta-feira, em Porto Alegre.

O Jogo – O Atlético-MG seguiu o embalo da torcida e mostrou ao que veio logo no primeiro minuto do jogo. Após o escanteio cobrado da direita, o zagueiro Erazo subiu no centro da área, livre de marcação, e perdeu um gol feito ao cabecear por cima da meta. Aos quatro, Maicosuel aproveitou outro tiro de canto e também testou para fora.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Apesar de não criar tantas chances, o Galo seguiu melhor em campo e deixou o Santa Cruz acuado no seu campo de defesa. A pressão resultou em gol quando os relógios marcavam 22 minutos de partida. Maicosuel aproveitou a desatenção de Uillian Correia e roubou a bola na intermediária. O meia lançou para Fred, que parou nas mãos do goleiro Tiago Cardoso, mas Robinho apareceu para completar o rebote para as redes.

Com o gol, o Atlético-MG ampliou a posse de bola e ditou o ritmo do jogo com mais tranquilidade. Aos 42 minutos, Lucras Pratto recebeu de Robinho dentro da área e isolou na hora de concluir para o gol. Aos 45, o goleiro Tiago Cardoso apareceu bem e defendeu uma cabeçada de Leonardo Silva.

Os times voltaram para o segundo tempo sem que o panorama da partida se alterasse. O Santa Cruz adotava uma postura defensiva e aguardava um erro na saída de bola do Galo, o que não aconteceu. A fim de mudar a tática, o técnico Milton Mendes sacou o meia Danilo Pires para a entrada do atacante Arthur.

De nada adiantou. Aos 21 minutos, o ataque do Atlético-MG fez um jogada envolvente e que passou pelos pés de Fred, Robinho e Patric. O próprio Fred apareceu dentro da área para receber o passe do lateral direito e concluir para as redes, longe do alcance de Tiago Cardoso.

Atendendo aos pedidos da torcida, o técnico Marcelo Oliveira sacou o atacante Lucas Pratto e permitiu que Luan fosse a campo. Foram necessários poucos minutos para que a escolha do treinador se mostrasse acertada. Aos 25, Robinho mostrou que ainda mantém a ginga que o tornou famoso e desconcertou Luan Peres, pedalando para cima do zagueiro. Luan, então, surgiu para pegar a sobra e marcou o terceiro do Atlético-MG.

Grafite, aos 30, tentou responder com um chute da entrada da área, mas parou em defesa segura do goleiro Victor. Com o triunfo assegurado, Marcelo Oliveira trocou Maicosuel pelo volante Júnior Urso e segurou o resultado até os minutos finais do confronto.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 3 X 0 SANTA CRUZ

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)

Data: 30 de julho de 2016, sábado

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)

Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves (ambos do PA)

Público: 16.804

Cartões amarelos: Leandro Donizete (Atlético-MG), Derley, Grafite e Uillian Correia (Santa Cruz)

GOLS:

ATLÉTICO-MG: Robinho, aos 22 minutos do primeiro tempo, Fred, aos 21 do segundo tempo, e Luan, aos 25 do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos Cesar (Patric), Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Maicosuel (Júnior Urso); Robinho, Lucas Pratto (Luan) e Fred

Técnico: Marcelo Oliveira

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Jadson (Lelê), Derley e Danilo Pires (Arthur); Keno e Grafite (Fernando Gabriel)

Técnico: Milton Mendes

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).