Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Projeto prevê a revitalização do rio do Cedro‏

Montes Claros – Projeto prevê a revitalização do rio do Cedro‏

Montes Claros – Projeto prevê a revitalização do rio do Cedro‏

Em reunião nesta segunda-feira (1º), presidida pelo prefeito em exercício José Vicente Medeiros, representantes do Codema (Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente), Copasa e Anglo Social Consultoria e Projetos Sócios Ambientais de Montes Claros, empresa vencedora de licitação para desenvolver o Projeto de Trabalho Social (PTS) nos residenciais Vitória I e II, discutiram a execução de projeto que propõe a revitalização do rio do Cedro.

Montes Claros - Projeto prevê a revitalização do rio do Cedro‏
Montes Claros – Projeto prevê a revitalização do rio do Cedro‏

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Os trabalhos se concentrariam neste primeiro momento na região do Distrito Industrial, onde o rio passa próximo aos dois conjuntos residenciais. O documento foi elaborado pelo professor Flávio Pimenta, da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), atendendo demanda dos moradores feita a Anglo Social.

“Os moradores, que também já discutiram o assunto diretamente com o executivo de Montes Claros, aguardam com muita expectativa a execução do projeto. Ele será fundamental para a preservação ambiental e para a saúde das pessoas que têm contato diário com as águas do rio, atualmente bastante poluídas. Águas que oferecem, portanto, sérios riscos à saúde pública”, ressalta Joyce Fagundes, coordenadora da equipe técnica da Anglo Social em Montes Claros.

Segundo ela, o risco à saúde é “muito grande”, uma vez que muitas pessoas têm o rio até como fonte de renda, usando suas águas para o cultivo de hortaliças e mesmo para o lazer.

URGÊNCIA

O professor Flávio Pimenta, autor do projeto, entende que a revitalização é “urgente” para que o rio inteiro não sucumba à degradação. Ele explica que da sua nascente, que fica na região do distrito rural de Nova Esperança, até a região da Lapa Grande, área de preservação ambiental, o rio ainda está livre de impurezas, mas que a partir daí a poluição já o alcança, sendo que ele deságua no Rio Vieira, afluente do Verde Grande e que integra a bacia do Rio São Francisco, já bastante sujo.

“Precisamos revitalizar este trecho na área urbana, de cerca de 23 quilômetros, para evitar que a poluição alcance a área ainda preservada, inclusive regularizando o uso das águas, cadastrando os usuários. O próximo passo será a realização de um diagnóstico final para definir os locais que receberão benefícios”, informa o professor universitário.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

AVALIAÇÃO

O secretário Edwaldo Marques, da secretaria adjunta de Meio Ambiente, que também responde pela presidência do Codema, assegurou que o projeto terá total apoio da administração municipal – até pelo fato de que ele atende aos propósitos da prefeitura de Montes Claros que já desenvolve ações de despoluição e de recuperação de nascentes em outras regiões do município. Uma delas ocorre na bacia do Rio do Cruzeiro, cujo projeto de revitalização já saiu do papel e está sendo colocado em execução.

“Vamos submeter o projeto do Rio do Cedro à avaliação do Codema e, uma vez aprovado, vamos buscar mais parcerias para que os trabalhos sejam iniciados o mais breve possível”, conclui o secretário.

Por Eduardo Brasil

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).