Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

TUDO PODE ACONTECER

Como a coluna geralmente é fechada no início da tarde do dia anterior, corremos o risco de, em plena véspera de final de convenção, divulgarmos um fato que pode ser modificado até o momento de fecharem as atas. Com isso, temos evitado bater o martelo em relação às decisões finais das chapas na disputa majoritária. De qualquer forma, se nada de extraordinário acontecer, não será nenhuma novidade se as eleições em Montes Claros forem decididas no primeiro turno.

ENCONTRO ESTRANHO

Quando este jornalista recebeu a informação da companheira jornalista Ana Paixão, de ter flagrado, às 17h40 de terça-feira, conversa de Athos Avelino na porta de sua casa com o ex-deputado Humberto Souto, já imaginei que uma decisão que unia os dois já havia sido tomada. Chequei a comentar o fato com o presidente do PT, Paulo Rogério, e este não levou muito a sério, entendendo que seria um fato comum e corriqueiro dentro de um processo político. Não demorou muito, e quando na tarde de quarta-feira reuniu o PT e Rede, é que foi surpreendido com a declaração de Avelino de que estava abandonando o barco. Para este jornalista, tomando como base o histórico político do ex-prefeito, não enxerguei nenhuma novidade, basta ver o que aconteceu no pleito passado.

JUSTIFICATIVA NÃO CONVENCE

Nas eleições de 2012, mesmo tendo sido condenado pela justiça na Lei da Ficha Limpa, o ex-prefeito Athos Avelino insistiu até o último momento com uma candidatura onde todos sabiam que não chegaria a lugar nenhum. Tal comportamento se repete em plena véspera de uma convenção, depois de conversa com Humberto Souto. Na pior das hipóteses, conseguiu atrapalhar a vida de partidos e candidatos que confiaram no seu projeto, a exemplo do PT e do próprio Rede. As alegações apresentadas por Avelino não conseguem convencer a ninguém. Porque somente faltando um dia para as convenções, foi convencido pela família a não participar do pleito? Quando decidiu sair não conversou com os seus familiares, ou foi a conversa com Humberto que influiu? Será que só agora Avelino descobriu que não tinha estrutura financeira para enfrentar o pleito? Será que só agora ele descobriu que sua condenação vence em setembro e quando das convenções já deveria estar livre?

PT DISCUTE OUTRO NOME

Ontem, antes de fechar a coluna, conversei com o presidente do PT de Montes Claros, Paulo Rogério, mais conhecido como Paulão, e este confessou que também foi surpreendido com a decisão do ex-prefeito, Athos Avelino, de abandonar o barco em plena véspera de convenção. Ele comentou que aproveitaria todo o dia de ontem e a manhã desta sexta-feira para discutir um nome e que estavam dispostos a apresentar uma nova chapa na disputa majoritária. Comentou que a discussão estava entre o PC do B, PT PSDC, PSC, PTN e do próprio Rede Sustentabilidade. Indaguei se o nome poderia ser do ex-presidente da OAB de Montes Claros, Álvaro Guilherme (PSC), Paulão, apenas comentou que é uma hipótese.

CHAPA FICHA LIMPA

Apesar de ninguém ter divulgado, é fato de que o ex-vereador e ex-vice-prefeito por Montes Claros, Sued Botelho (PT), também não poderá pleitear participar este ano da disputa majoritária. Ele foi condenado junto com Athos Avelino na Lei da Ficha Limpa, que só vence em setembro. Vale lembrar que quando da convenção o candidato não pode ter nenhum impedimento.

COLIGAÇÃO DO PT

Se até o fechamento da coluna a direção do PT ainda não havia definido em que caminho trilhar, o certo é que o partido já acertou coligação na proporcional envolvendo o PC do B, PSC e PTN. Na disputa majoritária, a expectativa era do nascimento de uma candidatura que envolve, além destes partidos, o PSDC e quem sabe o próprio Rede Sustentabilidade e PEN. O presidente do PT de Montes Claros, Paulo Rogério, deixou bem claro que não existe nenhuma possibilidade de caminharem com Ruy Muniz (PSB) ou com Humberto Souto (PPS),

OLIVEIRA JÚNIOR

Aproveito este espaço para hipotecar a solidariedade ao companheiro jornalista Oliveira Júnior, de Janaúba, pela agressão sofrida em seu ambiente de trabalho, por pessoa que prefiro nem citar o nome. O certo é que, ao ferir o companheiro Oliveira Júnior em pleno exercício do trabalho, a pessoa em questão está, na verdade, agredindo toda a classe de jornalista. Estamos Oliveira Júnior, a sua disposição, e juntos em sua defesa.

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).