Inicio » Rio 2016 » Rio 2016 – Imprensa internacional adota tons diferentes para a abertura

Rio 2016 – Imprensa internacional adota tons diferentes para a abertura

Rio 2016 – Imprensa internacional adota tons diferentes para a abertura

A mídia internacional repercute, em larga escala, os principais assuntos da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, realizada na noite desta sexta-feira (05/03/2016).

Entre os principais momentos destacados, estão o “último desfile” de Gisele Bündchen e a referência não feita ao presidente interino Michel Temer.

Diário Marca, da Espanha, comenta "último desfile" de Gisele
Diário Marca, da Espanha, comenta “último desfile” de Gisele

 

O Diário Marca, da Espanha, é um dos que destacou a presença da top model Gisele Bündchen. Ao som de “Garota de Ipanema”, composição de Tom Jobim e cantada por seu filho, Daniel Jobim, a miss desfilou pelo Maracanã e arrancou aplausos de todo o Maracanã. “A impressionante Gisele”, avaliou o jornal.

Pelo Twitter, americano USA Today destaca ausência de destaque a Michel Temer
Pelo Twitter, americano USA Today destaca ausência de destaque a Michel Temer

 

Já o americano USA Today destacou a não introdução ao presidente interino Michel Temer durante a abertura, fato incomum. O portal ressaltou a intenção de “ativistas” em vaiá-lo. “(Dilma) Rousseff e (Luiz Inácio Lula) da Silva têm chamado os esforços de Temer para expulsá-la do gabinete de um golpe”, destacou.

Também espanhol, El País destaca baixo número de chefes de Estado na cerimônia
Também espanhol, El País destaca baixo número de chefes de Estado na cerimônia

 

Também seguindo a linha política, o espanhol El Pais destacou a baixa presença de chefes de Estado no Maracanã. Em Pequim 2008, foram 80 presenças, dez a mais que em Londres 2012. Desta vez, menos de 20 mandatários marcaram presença. “O Ministério de Relações Exteriores brasileiro destacou que o baixo número de autoridades está relacionado com a difícil situação política da presidência brasileira, interina”, comentou.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Por sua vez, o americano The New York Times ressalta a importância da beleza da cerimônia para afastar, ao menos que por uma noite, os problemas que afetam o país. “Se alguma vez houve uma nação necessitada de um espetáculo edificante, mesmo sob a forma de um exercício de relações públicas, é o Brasil”, começa.

“O primeiro país sul-americano a sediar os Jogos Olímpicos está se recuperando de uma combinação surpreendente de turbulência política e instabilidade econômica. (…) Assim, a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos chegou nesta sexta-feira à noite como um salve, disfarçando as feridas por algumas horas e deixando os brasileiros celebrarem tudo”, prosseguiu.

Já o francês Le Monde opta por criticar situação política e social do Brasil
Já o francês Le Monde opta por criticar situação política e social do Brasil

 

Enquanto isso, o francês Le Monde optou por destacar totalmente em sua capa o aspecto negativo. Os destaques dizem, entre outros, que “os Jogos são abertos em um Brasil deprimido” e “um ideal olímpico manchado por doping e corrupção”, entre outros.

Muitos elogios. Para o argentino Clarín, tratou-se de “uma festa de música, cores e esporte à altura da cidade maravilhosa, com ritmo e beleza”.

Boas avaliações também para a playlist do evento. Após Paulinho da Viola cantar o hino nacional ao lado de uma orquestra de cordas, o britânico The Guardian avaliou a apresentação como “simples e elegante”.

Já Jorge Ben e seu “País Tropical” também foram elogiados. “Você vê que as fantasias e o cenário não são tão luxuosos como os de outras cerimônias, mas isto realmente não importa quando você tem uma energia como esta”, comentou o americano The New York Times.

Do Super FC


------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Pesquisa revela que usuários abandonam vontade por medo de perderem suas recordações digitais e o contato com seus amigos

Quase 73% dos brasileiros mostram interesse em sair das mídias sociais

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016.Quase 73% dos …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).