Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

JAIRO ATAÍDE

O candidato a prefeito Jairo Ataíde (DEM), pelo visto, entendeu os comentários das ruas e se esforça para tentar deixar bem claro que a sua candidatura não tem nenhum tipo de atrelamento com outras candidaturas, a exemplo do que os adversários tentam passar para a população. Como estratégia, nas primeiras manifestações, tem sido crítico da administração municipal, deixando a entender que não tem vínculo e que caminhará em campo próprio. É de bom tom que nenhum dos seus adversários o subestime. Não será nenhuma surpresa se conseguir chegar ao segundo turno das eleições. Aliás, basta voltar no tempo e ver o que aconteceu com a própria candidatura de Ruy Muniz em 2012, que de azarão, foi para o segundo turno e venceu o pleito com certa facilidade.

CANDIDATO A SER VENCIDO

Se de agora até as eleições não surgir nenhum fato novo que possa mudar de forma radical o processo, por uma série de razões, o candidato a prefeito da situação, Ruy Muniz (PSB) é o nome a ser vencido nas urnas. Aos concorrentes, a principal missão será A de conseguir um discurso que consiga convencer o eleitorado. Críticas e acusações de forma pessoal à figura do prefeito afastado, ficou provado que até agora não surtiram nenhum efeito. Vai valer quem tem carta na manga, trabalho prestado, e acima de tudo, convencer o eleitorado que do ponto de vista administrativo é o mais preparado.

PROFESSORA LENINHA

Dentro do ninho petista, os próprios candidatos na disputa proporcional estão chegando à opinião de que, nesta altura do campeonato, a melhor saída para que o partido tenha melhor êxito nas urnas é o de convencer o deputado Paulo Guedes a sair para o sacrifício, ou, na pior das hipóteses, inverter as posições na majoritária, ficando a professora Leninha na cabeça de chapa.

DISPUTA NO PSDB-PPL-DEM

Já estamos recebendo a relação de nomes de candidatos por partido e por coligação, o que nos permite uma análise mais detalhada das chances de cada um no processo, bem como, o número de eleitos por coligação. Analisando a lista do PSDB/DEM/PPL, é possível dizer que se as eleições fossem hoje a coligação tem chance real de eleger um vereador direto e, dependendo da performance do candidato a prefeito Jairo Ataíde, poderá provocar um segundo nome com a soma do voto legenda. Num primeiro momento, é fácil perceber que, grosso modo, a disputa estaria entre os ex-vereadores Edmilson Magalhães, Maria Helena Lopes e Irmão Carlinho. A este respeito, a coluna alerta para o nome do médico Wagner Leite, que não está na disputa apenas para aumentar a soma da votação da coligação proporcional. Não será nenhuma surpresa para este jornalista se ele figurar entre os eleitos. Tivemos o cuidado de buscar informação do trabalho que realiza nos hospitais da cidade, junto com sua esposa.

IRMÃO WALDINEI

Tive oportunidade de ouvir do vereador Irmão Waldinei (PSB) a declaração de que não será candidato à reeleição em Montes Claros. Ele teria manifestado, através de carro de som de sua propriedade, no estacionamento da prefeitura e na tribuna da Câmara. A este respeito, tive o cuidado de após sua fala, procurá-lo para confirmar ou não tais declarações. Pelo que apurei da conversa, entendi que tais declarações foram apenas coisa de momento. Irmão Waldinei, que chegou a mostrar a este jornalista apelo de sua esposa, pelo visto, está revendo seu posicionamento e vai sim enfrentar as urnas.

PROJETO ARMA DE FOGO

Não temos nenhuma dúvida das melhores intenções da Câmara Municipal de Montes Claros ao propor projeto que sugere à proibição da venda de bebida alcoólica a pessoa que esteja portando arma de fogo em casas noturnas, casas de shows ou similares. Do ponto de vista prático, até agora não enxergamos a sua viabilidade, já que existe uma lei específica no Estado que cuida da questão. A própria lei proíbe aos profissionais da área de segurança, quando fora de serviço, usar armamento estando ingerindo bebida alcoólica. Se tudo isso não fosse suficiente, o próprio projeto não determina como será aplicada a lei e as penalizações para ambas as partes. Para começar, todo estabelecimento comercial terá que contar com detector de metal e um profissional especificamente para este serviço. Aliás, já imaginou o garçom ou o dono do estabelecimento antes de atender o freguês ter que perguntar se está armado. Aliás, se a lei for cumprida à risca, seria fácil comparecer ao estabelecimento armado e pedir a outra pessoa na mesa solicitar a bebida.

Por Aldeci Xavier

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).