Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola

Norte de Minas – Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola


Reviewed by:
Rating:
5
On 24 de agosto de 2016
Last modified:24 de agosto de 2016

Summary:

Norte de Minas - Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola

Norte de Minas – Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola

No último sábado (20/08/2016), alunos e professores do Grupo de Estudos Espaço Rural Arquitetura e Povos Tradicionais do curso de Arquitetura e Urbanismo das Faculdades Santo Agostinho realizaram uma visita à comunidade quilombola Bom Jardim da Prata, situada na zona rural do município de São Francisco, no Norte de Minas.

Norte de Minas - Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola
Norte de Minas – Grupo de estudos faz visita à comunidade Quilombola

 

De acordo com o coordenador do projeto, professor Amaro Sérgio Marques, um dos objetivos da visita foi ampliar o conhecimento sobre a questão da habitação, do território e dos problemas sociais e culturais daquele povo. “A realidade desses povos são distintas da realidade urbana. Então, conhecer como vivem como se relacionam com o mundo a sua volta é uma maneira de tentarmos sugerir políticas públicas que melhorem a qualidade de vida dessas pessoas”, diz.

O Boticário

///////////////////////////

O curso de arquitetura da Santo Agostinho vem realizado trabalho de campo e coleta de dados há mais de três anos naquela região. Em 2015 os alunos realizaram uma visita à comunidade que resultou no Projeto de Escola Rural para a comunidade, mas que ainda aguarda recursos da Secretaria de Educação daquele município.

“Nesta última visita, os acadêmicos aplicaram um instrumento de coleta e fizeram o levantamento técnico de alguns imóveis (Projeto Minha Casa, Minha Vida Rural)”, explica o professor Amaro.

Durante a visita, o grupo realizou entrega de donativos como leite de caixinha, brinquedos e roupas. Durante a viagem, que contou com seis alunos e um professor, os alunos puderam participar de uma reunião com membros da Comunidade Quilombola de Bom Jardim da Prata, Buriti do Meio (São Francisco) e de Palmeirinhas (Pedras de Maria da Cruz).

Além disso, foram feitos dois mapas mentais por membros da comunidade, que serão analisados posteriormente. O objetivo é  que esses dados sejam tabulados e que o resultado seja apresentado em eventos científicos ainda neste ano.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Bom Jardim da Prata

Bom Jardim da Prata é o principal núcleo de uma grande região ocupada historicamente por moradores de origem quilombola. Constituído por 88 famílias e cerca de 400 pessoas, o local fica na margem esquerda do rio São Francisco e é dividido em seis comunidades: Bom Jardim da Prata, São João Batista, Lagoa da Prata, Lagedo, Porto Velho e Pinhãozeiro. 

Com informações do Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva – CEDEFES.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).