Inicio » Educação » IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais conta com 158 trabalhos científicos

IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais conta com 158 trabalhos científicos

IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais conta com 158 trabalhos científicos

Começa na próxima terça-feira (30/8), na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), o IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais, que tem como tema central “Estado, Capital e Territórios Tradicionais: Dinâmicas Territoriais em Disputa”. O evento prossegue até quinta-feira (1º/9), com palestrantes de instituições do Brasil, Alemanha e da Suíça. Um dos destaques na programação está na apresentação de trabalhos científicos.

IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais conta com 158 trabalhos científicos
IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais conta com 158 trabalhos científicos

 

Foram inscritos 158 trabalhos nos formatos de pôsteres e de comunicação oral. As apresentações começam às 14 horas de quarta-feira (31/8) e prosseguem na quinta-feira. Os eixos temáticos abordados serão: “Identidade, Migrações, Território e Cultura”, “Educação, Saúde e Saberes Tradicionais”; “Políticas Públicas, Sociobiodiversidade e Sustentabilidade” e “Economias”.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O evento é uma promoção da coordenação do Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Desenvolvimento Social da Unimontes – em parceria com a Universidade de Kassel (Alemanha). Conta também com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), do Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA/NM) e dos grupos de pesquisa Niisa (Núcleo Interdisciplinar de Investigação Socioambiental) e Opará – ambos da Unimontes.

ATIVIDADES

Na programação constam ainda conferências, mesas redondas, oficinas e espaço para diálogos e atividades culturais. Serão proferidas palestras por professores renomados de importantes instituições de ensino superior brasileiras como a Universidade de Brasilia (UnB), Universidade de Campinas (Unicamp), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Participam professores, estudantes de cursos de graduação e pós-graduação, pesquisadores, ambientalistas, representantes de comunidades tradicionais e movimentos sociais.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

A iniciativa busca analisar o avanço do capital sobre os territórios tradicionais, além de se colocar como espaço de articulação dos diversos sujeitos, organizações e instituições que se ocupam desta temática.

Conforme a coordenação, a meta do colóquio é “discutir a garantia dos direitos dos povos e comunidades tradicionais, viabilizar suas reivindicações territoriais, sua existência política e apresentar propostas inovadoras frente à ideologia hegemônica do desenvolvimento sustentável. Os organizadores lembram ainda que a realização do evento é oportuna para a articulação política e a troca de experiências entre os diversos grupos sociais com especificidades históricas e culturais próprias, entre os quais indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais do Brasil, Alemanha, da Colômbia.

SERVIÇO

IV Colóquio Internacional de Povos e Comunidades Tradicionais

Quando acontece: 30 de agosto a 1 de setembro

Site: http://www.ppgds.unimontes.br/coloquio

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).