Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Suspeito de pedofilia tem a cabeça arrancada em Minas Gerais

MG – Suspeito de pedofilia tem a cabeça arrancada em Minas Gerais


Reviewed by:
Rating:
5
On 8 de setembro de 2016
Last modified:8 de setembro de 2016

Summary:

MG - Suspeito de pedofilia tem a cabeça arrancada em Minas Gerais

MG – Suspeito de pedofilia tem a cabeça arrancada em Minas Gerais

Segundo populares informaram à Polícia Militar, a vítima era suspeita de pedofilia na área. Sentado em uma rua e sem a cabeça. Assim, Denis Baldoino do Carmo, de 37 anos, foi encontrado em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa terça-feira (06/09/2016). Um homem foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

Crime aconteceu em rua do bairro Kátia
Crime aconteceu em rua do bairro Kátia

 

De acordo com a corporação, militares do 40º Batalhão encontraram o corpo na rua Florisbela Pereira Silva, no bairro Kátia, perto de um carro que tinha manchas de sangue. O dono do veículo foi localizado e negou o crime, alegando que horas antes, por volta das 19h, saiu para transportar sucatas.

Natura

///////////////////////////

Ainda conforme pessoas que estiveram na cena do crime, há três meses, Carmo teria abusado sexualmente de uma menina de 6 anos. A polícia não informou se a criança era da família ou vizinha do homem. A companheira dele disse que o casal estava separado há alguns dias e não sabia passar informações que pudessem esclarecer o caso. Além disso, no passado, ele teve envolvimento com o tráfico de drogas.

Policiais estiveram na casa do suspeito de decapitar a vítima, um jovem de 28 anos, e recolheram roupas que ele tinha usado durante todo o dia. A mulher dele também foi levada para a delegacia, onde prestou depoimento.

O Boticário

///////////////////////////

Militares fizeram rastreamento na região, mas, até a manhã desta quarta-feira (7), a cabeça não havia sido encontrada. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o suspeito foi ouvido, autuado em flagrante por homicídio e encaminhado ao sistema prisional. A corporação não informou se o jovem confessou o assassinato.

Mãe de criança assediada

A reportagem  conversou com a mãe da menina supostamente assediada por Carmo. “Não acredito que essa morte tem ligação com que ele fez com a minha filha. Se fosse assim, isso (a morte), teria acontecido antes”, disse a mulher.

Para os vizinhos, a vítima, que mexia com artesanato, era uma pessoa tranquila. O homem deixa três filhos.

As informações são do Portal O Tempo.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).