Inicio » Esporte » Brasileirão 2016 » Brasileirão 2016 – Em casa, Cruzeiro perde para o Botafogo

Brasileirão 2016 – Em casa, Cruzeiro perde para o Botafogo

Brasileirão 2016 – Em casa, Cruzeiro perde para o Botafogo

O torcedor que foi ao Mineirão movido pela goleada aplicada pelo Cruzeiro no Botafogo, por 5 a 2, no último encontro entre as equipes, pela Copa do Brasil, saiu completamente frustrado. Com uma marcação forte, a equipe carioca não facilitou a vida do Cruzeiro dessa vez.

Brasileirão 2016 - Em casa, Cruzeiro perde para o Botafogo
Brasileirão 2016 – Em casa, Cruzeiro perde para o Botafogo.

 

Canales, que entrou no segundo tempo, marcou o primeiro gol da partida. O meia Camilo ampliou, selando a derrota cruzeirense no Mineirão por 2 a 0 e interrompendo a sequência de seis jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Com a derrota, o Cruzeiro terminou a rodada no 14ª lugar, com 29 pontos. Agora, as atenções se viram para o São Paulo, próximo adversário da equipe na competição, na quinta-feira, às 21h, no Morumbi. Para essa partida, o Cruzeiro vai sem dois dos seus principais jogadores: Ramón Ábila e Arrascaeta levaram o terceiro cartão amarelo e são desfalques certos para o técnico Mano Menezes. Já o Botafogo pulou para a oitava posição, com 35 pontos, e enfrenta o Santos, na próxima quarta-feira, às 19h30, no Rio de Janeiro.

O jogo

A partida começou morna. Nos 15 minutos iniciais, as duas equipes buscaram o ataque, mas sem objetividade e o primeiro lance de perigo do jogo partiu do Botafogo. Após falta em Neílton, Camilo rolou para Victor Luiz, que mandou um belo chute bem próximo ao ângulo direito de Rafael. A primeira boa jogada do Cruzeiro surgiu pela esquerda, depois de boa troca de passes entre Cabral, Arrascaeta, Sóbis e Edimar, que cruzou em diagonal procurando o atacante Ábila, que não chegou a tempo.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

O jogo só melhorou a partir dos 36 minutos. Arrascaeta foi derrubado pelo zagueiro Joel Carli e, na sequência, Rafael Sobis cobrou colocado, obrigando Sidão a espalmar a bola. Confiante, o Cruzeiro conseguiu encaixar mais uma boa jogada, dessa vez entre Ábila e Arrascaeta. O uruguaio encontrou o argentino na pequena área, que chutou rasteiro cruzado. A bola desviou na zaga e passou bem perto da trave botafoguense. O botafogo respondeu na sequência, com um chute de Neíton, que obrigou Rafael a fazer uma grande defesa com os pés.

A etapa final começou bem parecida com o primeiro tempo, com as duas equipes tentando buscar o ataque, mas sem perigo. Aos 18 minutos, Ábila recebeu na área, chutou forte e obrigou Sidão a fazer mais uma boa defesa. O Botafogo respondeu dois minutos depois com o gol. Victor Luís encontrou Canales na área. O atacante aproveitou o cochilo de Edimar e Bruno Rodrigo, que o deixaram livre para chutar e marcar para os botafoguenses.

Aos 33, Camilo ampliou a vantagem com um belo gol; Depois do passe de Victor Luís, o meia bateu de primeira, decretando a derrota celeste no Mineirão. O Cruzeiro ainda deu alguns sustos e obrigou Sidão a fazer uma ou outra defesa e teve um gol anulado de Ábila, já nos acréscimos. No entanto, o esforço não foi suficiente para evitar a derrota.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).