Inicio » Mais Seções » Tecnologia » 3 ferramentas para aumentar a segurança de seus filhos fora de casa

3 ferramentas para aumentar a segurança de seus filhos fora de casa

3 ferramentas para aumentar a segurança de seus filhos fora de casa

Conheça 3 ferramentas que ajudam a proteger seus filhos remotamente. 

Qual a criança que não tem acesso à internet hoje em dia? O Brasil é comprovadamente um dos país que mais usa a internet e isso pode ser visto em todos os estados. As crianças passam, em média, entre 3 e 8 horas na frente dos eletrônicos e muitas delas não são protegidas pelos pais. Isso faz da internet uma arma perigosa para aqueles que só estão em busca de uma isca para cometer crimes ou chantagear à distância. Sabemos que elas estão online para fazer leituras, assistir a vídeos e, principalmente, jogar. No caso dos adolescentes, além do que foi citado, eles também passam inúmeras horas nas redes sociais. Diante disso tudo, o grande desafio dos pais é conseguir manter os filhos em segurança também na rede, já que, mesmo estando em casa, eles podem estar acessando conteúdos impróprios e perigosos. Mas como protegê-los durante o dia com a rotina cada vez mais corrida das grandes cidades? Hoje, trouxemos 3 ferramentas que vão ajudar pais e mães a controlarem o que seus filhos acessam. 

3 ferramentas para aumentar a segurança de seus filhos fora de casa
3 ferramentas para aumentar a segurança de seus filhos fora de casa

 

  1. Rastreie suas redes sociais

Se seu filho é daqueles que vivem nas redes sociais uma boa forma de protegê-lo de pessoas mal-intencionadas ou dos perigos da rede é instalando um software espião whatsapp em seu smartphone. Esses dispositivos possuem um sistema sofisticado que consegue rastrear suas conversas, além de apresentar muitas outras funções, como saber por onde eles andaram nas ruas, localizar onde estão no momento e inspecionar o que acessaram na internet ou com quem conversaram através de um rastreamento, por exemplo. Com essa cobertura toda, os pais podem ficar despreocupados com a rotina dos filhos enquanto trabalham.

  1. Controle parental

Essa ferramenta não é muito nova, mas é eficaz e ajuda muitos pais mundo afora. Trata-se de uma ferramenta que visa controlar o que é acessado no computador ou notebook. Essa ferramenta está disponível em alguns sistemas, como é o caso do Windows, mas ela pode ser adquirida através de empresas especializadas. Dentre suas dezenas de funções, a ferramenta de controle parental vai moldar o computador para o perfil de seu filho. Você pode, por exemplo, estabelecer um tempo limitado de navegação diária, além de criar filtros para bloquear assuntos impróprios como “drogas” ou “sexo” e investir em rastreamento whatsapp.

  1. Instale um antivírus

Os antivírus são ferramentas obrigatórias para quem quer ter o mínimo de segurança na rede e não ficar vulnerável a uma série de perigos. O ideal é instalar um bom antivírus no PC ou até nos aparelhos eletrônicos que seu filho usa, verificando sempre se há novas atualizações para manter o sistema bem protegido. Um antivírus desatualizado é o mesmo que não o ter, já que ele não captará a presença de novos tipos de ameaças. De tempos em tempos, vale a pena dar uma escaneada no sistema, mesmo sem haver nenhuma detecção. Desse modo, você mantém o computador protegido e evita que seus filhos baixem qualquer tipo de programa.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).