Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Deu a louca no homem

Policiais precisam dar o bom exemplo e por isso precisam se livrar de algumas práticas vistas como maléficas para a sociedade. Mas o Palácio do Jaburu  levou essa regra muito a sério.Como aquela mãe que vira para o filho e o repreende perguntando se “vai ter baile”, o órgão emitiu uma nota proibindo os policiais de colocarem o dedo no nariz durante o serviço. Isso mesmo, o guarda que for flagrado tirando catota ou “limpando o salão” poderá sofrer sanções.Tudo bem que esta não é a única regra. Os policiais também estão proibidos de jogar games online –ou seja, nada de Pokémon Go–, de fumar ou mascar chiclete durante o serviço. Outra regra bizarra é a que determina que, se alguma parte do corpo estiver coçando durante o trabalho, azar do policial. Ele não poderá se coçar. A postura também é importante, nada de sentar-se sobre uma perna só, por exemplo. As selfies também estão proibidas. De acordo com o Presidente Michel Temer, a medida pode ser considerada radical ou intransigente, “mas uma pátria que quer ser exemplo precisa  conter algumas más condutas” disse durante seu pronunciamento abrindo os trabalhos na Organização das Nações Unidas.

Experimentos sociais

Como impedir que uma pessoa cometa um crime? Aumentando a punição? Trazendo mais educação? Uma cidade do interior de Minas Gerais  está testando um método diferente e decidiu pagar para quem ficar limpo de problemas. O experimento é chamado de “Paz com queijo e goiabada” e está sendo feito na cidade de Capitão Enéas. A ideia é a seguinte, jovens que já tiveram problemas na Justiça, mas que não foram condenados por falta de provas são chamados para receber uma grana por 18 meses e ficar um tempo fora da cidade, eles podem escolher entre Montes Claros, Janauba ou Botumirim. Se, depois de seis meses, o jovem consegue atingir determinados objetivos, ele pode ganhar até 1.000 reais por mês. Ousada a ideia, não? Os jovens que estão no limite da criminalidade gostaram, mas os parentes das vítimas da violência na região detestaram. Para eles, criminosos mentem e, por isso, vão fazer de tudo para conseguir o dinheiro e cometer crimes ao mesmo tempo. Além disso, para os críticos, as vítimas, e não os suspeitos, deveriam receber algum tipo de dinheiro. Já os defensores do programa dizem que se trata apenas de uma mesada igual àquela dada pelos pais para seus filhos. Além disso, o dinheiro não vem de órgãos públicos, mas de doações de vendedores de Picolés, Caldo de Cana, Coxinha, Churros e Cachorros quentes. Mesmo sacrificando o pouco que ganham estes pequenos comerciantes comemoram por estarem tanto tempo sem serem assaltados. “A idéia foi muito boa” comentou seu André Morotó, dono de um carrinho de cachorro quente.

Riso da Hora

Um índio vai até um bordel chegando lá ele fala para uma puta!
– Índio tem dinheiro, índio quer fazer!!
A mulher pergunta:
– Índio já fez antes, Índio ter experiência?
ele responde:
– Índio, primeira vez!!!!!
– Então índio vai à floresta procura um buraco na arvore  e depois volta – diz a puta. Uma semana depois o índio volta ao local.
– Índio tem dinheiro, Índio quer fazer, índio já aprendeu.
A mulher manda-o subir para um quarto onde havia a mesma  puta esperando, ele manda-a tirar a roupa e ficar de quatro, pega um pedaço de pau e começa a cutucar o cu  da mulher.
A mulher  sem  entender  nada  pergunta:
– O que índio  esta fazendo, índio esta doido!? O indio responde:
– Índio quer ver se tem abelha no buraco!!

Fica assim amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).