Inicio » Minas Gerais » Delegação mineira conquista 14 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude

Delegação mineira conquista 14 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude


Reviewed by:
Rating:
5
On 1 de outubro de 2016
Last modified:1 de outubro de 2016

Summary:

Delegação mineira conquista 14 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude

Delegação mineira conquista 14 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude

Torcida agora vai para estudantes entre 15 e 17 anos, que disputam a segunda etapa em novembro deste ano.

Colégio Padrão (Montes Claros): handebol masculino.
Colégio Padrão (Montes Claros): handebol masculino.

 

Durante nove dias de competições, 165 alunos-atletas entre 12 e 14 anos representaram o estado nos Jogos Escolares da Juventude, sediados em João Pessoa (PB). Nas modalidades coletivas, encerradas nesta quinta-feira (29/9), o destaque ficou por conta do Colégio Padrão, de Montes Claros, que sagrou-se campeão do handebol masculino após vitória por 16 a 15 contra a E.M. Paulo Nunes, do Piauí. Durante a campanha, os meninos marcaram 95 gols e sofreram 83 e disputaram as semifinais pela terceira vez na história do evento.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

Quem também subiu ao pódio nas modalidades coletivas foi o Colégio Ibituruna, de Governador Valadares, que venceu os paulistas da E.E. Luiza Maria Bernardes por 7 a 4 e conquistou o bronze no futsal masculino.

Nos esportes individuais Minas Gerais esteve no pódio 12 vezes: foram quatro medalhas de ouro, sete de prata e uma de bronze, com o atletismo sendo a modalidade responsável por 5 delas. Bárbara Rodrigues da Cunha, da Escola Municipal Maria de Magalhães Pinto, de Belo Horizonte, subiu ao pódio nos 80m com barreiras (ouro), nos 75m rasos (bronze) e no revezamento 4 x 75m (prata) – em que competiu ao lado de Daniela de Jesus, da E.E. Benjamim Guimarães, de Bom Sucesso, Maria Brandão, da E.M. Padre Alípio Martins Pinheiro, de Oratórios, e Marina Souza, da E.M. Deolinda Tavares Lamego, de Ipatinga.

Após a vitória nos 80m com barreiras, a jovem atleta não escondeu sua alegria. “Estou muito satisfeita com meu rendimento. Foi realmente uma emoção muito grande  conquistar o ouro tão longe de casa”, comemorou. Já Rian Coutinho, da E.M. São Simão, de Japaraíba, foi ouro no hexatlo, enquanto Carolina Franco – E.E. José Teotônio de Castro, de Lagoa da Prata – faturou a prata no arremesso de peso.

Já no xadrez, Minas Gerais dominou as categorias convencionais e o torneio blitz (categoria em que cada jogador possui apenas três minutos para jogar, com um acréscimo de dois segundos para cada movimento). Eymi Montúfar, do Colégio Nacional II, de Uberlândia, ganhou o ouro no naipe feminino, mesmo resultado de Vítor Fróis, do Colégio Atena, de Araxá, no masculino. Na categoria blitz, a dupla garantiu a prata para Minas Gerais.

Os mineiros do Colégio Metodista Izabela Hendrix brilharam na natação. Giulia Carvalho conseguiu duas pratas nos 100m borboleta e nos 100m borboleta, mesmo resultado de Victor Baganha nos 50m borboleta e 50m costas.

Territórios medalhistas

Entre os territórios de Minas Gerais, o Oeste – representado por Rian Coutinho, Daniela de Jesus e Carolina Franco – foi o maior vitorioso, ao lado do Metropolitano, que também obteve três medalhistas (Bárbara Cunha, Giulia Carvalho e Victor Baganha). Do Triângulo, os enxadristas Vitor Fróis e Eymi Montúfar foram campeões, enquanto as regiões Caparaó (Maria Brandão), Vale do Aço (Marina Souza), Vale do Rio Doce (Colégio Ibituruna) e Norte (Colégio Padrão) foram ao pódio em uma oportunidade.

Jogos Escolares da Juventude

O evento é organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil e conta com a participação dos melhores alunos atletas das competições estudantis dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, entre eles os campeões dos Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg), promovidos pelas Secretarias de Estado de Esportes e Educação.

Módulo II e paralímpicos. De 10 a 19 de novembro, novamente em João Pessoa (PB), será a vez dos estudantes de 15 a 17 anos participarem das disputas dos Jogos Escolares da Juventude. Já entre 21 e 26 de novembro, 65 alunos-atletas mineiros participam, em São Paulo (SP), das Paralimpíadas Escolares, competição realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Medalhistas de Minas Gerais

Ouro

– Rian Coutinho (E.M. São Simão, de Japaraíba): hexatlo;

– Bárbara Rodrigues da Cunha (E.M. Maria de Magalhães Pinto, de Belo Horizonte): 80m com barreiras;

– Eymi Montúfar (Colégio Nacional II, de Uberlândia): xadrez;

– Vítor Fróis (Colégio Atena, de Araxá): xadrez;

Colégio Padrão (Montes Claros): handebol masculino.

 

Prata

– Revezamento 4 x 75m: Bárbara Rodrigues da Cunha (E.M. Maria de Magalhães Pinto, de Belo Horizonte), Daniela de Jesus (E.E. Benjamim Guimarães, de Bom Sucesso), Maria Brandão (E.M. Padre Alípio Martins Pinheiro, de Oratórios) e Marina Souza (E.M. Deolinda Tavares Lamego, de Ipatinga);

– Carolina Franco (E.E. José Teotônio de Castro, de Lagoa da Prata): arremesso de peso;

– Giulia Carvalho (Colégio Metodista Izabela Hendrix): 100m borboleta;

– Giulia Carvalho (Colégio Metodista Izabela Hendrix): 100m borboleta100m borboleta;

– Victor Baganha (Colégio Metodista Izabela Hendrix): 50m borboleta;

– Victor Baganha (Colégio Metodista Izabela Hendrix): 50 m costas;

– Eymi Montúfar (Colégio Nacional II, de Uberlândia) e Vítor Fróis (Colégio Atena, de Araxá): Torneio Blitz (xadrez).

 

Bronze

– Bárbara Rodrigues da Cunha (E.M. Maria de Magalhães Pinto, de Belo Horizonte): 75m rasos;

– Colégio Ibituruna (Governador Valadares): futsal masculino.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).