Inicio » Últimas » Educação – 5 Dicas de como ir bem no inglês dos principais vestibulares

Educação – 5 Dicas de como ir bem no inglês dos principais vestibulares

Educação – 5 Dicas de como ir bem no inglês dos principais vestibulares

Leiza Oliveira, CEO da Minds, mostra que a fluência no idioma não garante pontuação máxima

Educação - 5 Dicas de como ir bem no inglês dos principais vestibulares
Educação – 5 Dicas de como ir bem no inglês dos principais vestibulares

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

O calendário dos principais cursinhos pré-vestibulares e escolas estão na reta final. As universidades mais disputadas do Brasil realizarão as suas provas em Novembro e Dezembro. Diversas faculdades exigem duas fases de provas, a primeira e a segunda, quem passar na primeira fase fará a segunda em Janeiro de 2017. Logo, todas as disciplinas exigidas nos testes são de vital importância. A maioria dos alunos não consegue uma colocação, muitas vezes, por uma diferença mínima na pontuação com outro candidato.

Pensando nisso, Leiza Oliveira, CEO da rede de idiomas Minds que tem mais de 9 anos na área de educação, elaborou 5 dicas simples para ajudar o jovem a conseguir a tão sonhada vaga nas instituições de ensino.

  1. Domínio no inglês não traz a garantia de gabaritar o teste

É importante evidenciar que os anos de estudo do idioma inglês ou experiências como intercâmbios não trazem a segurança que o aluno irá ter uma pontuação boa. Isso porque o inglês exigido nos vestibulares traz uma carga muito grande de interpretação de texto e gramática. O aluno pode ter estudado por anos o idioma, ter conhecimento, porém a prática de utilizar o idioma escrito é o que conta. Se o aluno estudou há muito tempo e não “reviveu” este idioma, o risco é grande. É fundamental revisar e ter o estudo contínuo.

2. “Trocar” o aprendizado é essencial

Não adianta o jovem se limitar a estudar sozinho o idioma. Ele pode ter uma boa pontuação, mas um dos diferenciais para se obtiver um máximo ganho em um teste é a troca do que se aprendeu com os colegas. Pode ser desde compartilhar as questões que já respondeu a revisar provas antigas. O que vale é partilhar o conhecimento. Esta técnica de aprender quando se ensina é milenar e funciona porque ouvíamos a nós mesmos potencializando a captação de qualquer assunto.

3.Parece clichê, mas nos momentos de sossego assistir séries, filmes e jogar no idioma inglês ajudam muito na prova

A pessoa que está se preparando para um teste concorrido como os vestibulares que acontecem no Brasil precisa estipular quantidade de horas de estudo por disciplina cobrada. Todavia, o que muitos jovens esquecem é de colocar o descanso como forma de compensação por todo o esforço. Incluir games seja eletrônico ou de tabuleiro, filmes e séries em inglês nesse momento de lazer pode te ajudar no momento da prova. Isso porque o cérebro tem a sabedoria de remeter a conhecimentos intrínsecos, movidos pela experiência, como o ato de jogar no idioma inglês.

4.Monte duas tabelas: uma deve constar os assuntos cobrados pelo respectivo vestibular e a outra os conhecimentos que você já detém

Os vestibulandos, na sua maioria, fazem várias provas de universidades diferentes. Como no país a nota de corte de alguns cursos é alta os jovens se intercambiam para várias faculdades, e por isso é necessário ter o controle do que cada universidade exige em relação à prova do segundo idioma. Não necessariamente o que uma faculdade cobra de conhecimento da língua inglesa é a mesma que outra instituição exige. Logo, ter esta administração ajuda o aluno a ter a ciência de qual prova está mais preparado e se atualizar daquela que pode está fraco ou com pouco conhecimento.

5.Leia, leia e leia em inglês

Todas as provas, sem exceção, dos principais vestibulares do país, cobram interpretação de texto dos vestibulandos. Assim, ler no idioma é singular para o candidato. Ao ler um conteúdo no idioma ampliamos o leque vocabular e com isso a compreensão fica mais fácil, o que gera resultados para o aluno.

Sobre a Minds Idiomas

Com 9 anos de existência o segredo da rede de idiomas Minds é a tecnologia. Com 70 escolas em todo país, a Minds foi à primeira rede a implantar o ensino do inglês em tablets mantendo os livros físicos. Com especialistas em captação de conteúdo, a CEO Leiza Oliveira, tem a consciência que a forma de aprendizado de cada criança e adulto é individual. Personalização e inovação são as palavras que movem franqueados e alunos da rede. O tempo de duração do curso da Minds é de 18 meses.

O Boticário

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).