Últimas Notícias

Ásia – Filho de Gandhi é acusado de estuprar filha, segundo cartas

O filho mais velho de Mahatma Gandhi, líder espiritual da Índia, foi acusado de estupro por sua própria filha, como fica evidente em uma das três cartas do pacifista que serão leiloadas na próxima semana, 22 de maio, na capital britânica, informou nesta quinta-feira a agência local “PTI”.

Filho mais velho de Gandhi teria abusado sexualmente de filha
Filho mais velho de Gandhi teria abusado sexualmente de filha

“Manu me diz coisas perigosas sobre você. Ela afirma que a violou antes que completasse oito anos e que tais ferimentos necessitaram de tratamento médico”, dizia a carta de Gandhi ao seu filho, como foi divulgado pela casa de leilões Mullock’s Auctioneers em seu site.

De acordo com a imprensa indiana, Manu é filha de Harilal, o primogênito de Gandhi. Ela teria passado uma temporada no ashram (centro de meditação) de seu avô.

“Teu problema se transformou em algo mais difícil para mim do que a liberdade nacional”, também diz Gandhi ao filho em uma das cartas do leilão, datada em junho de 1935.

O líder religioso indiano teria escrito cartas ao seu primogênito em que citava relato de neta sobre abuso
O líder religioso indiano teria escrito cartas ao seu primogênito em que citava relato de neta sobre abuso

Gandhi manteve uma complicada relação com seus quatro filhos e, em especial, com Harilal, que teve problemas de alcolismo. “Por favor, me diga toda a verdade. Por favor, me diz se ainda está interessado em álcool e na libertinagem. Preferiria que morresse”, escreveu Mahatma em outra carta.

Harilal sempre desejou estudar Direito em Londres, assim como seu pai, embora Gandhi não tenha autorizado sua educação ocidental.

Neste aspecto, em 1911, Harilal decidiu romper os laços com sua família e, desde então, passou a levar uma vida dispersa – o que entristecia muito seu pai.

A Mullock’s Auctioneers espera arrecadar entre 60 mil e 70 mil euros (entre R$180 mil e R$240 mil) pelas três cartas de Gandhi, que, segundo a casa de leilões, se encontram em ótimo estado de conservação.

As cartas datam entre 1920 e 1944, auge da Revolução do Movimento Nacional Indiano liderado para a Independência da Índia.

Com informações da EFE e Daily Mail.