Últimas Notícias

Atestados médicas falsos viram ‘febre’ na China durante a Copa

A diferença de 11 horas entre Brasília e Pequim provocou um lucrativo negócio na China, com a venda de atestados médicos falsos por doenças para os torcedores, esgotados com as vigílias noturnas diante da TV para assistir as partidas da Copa do Mundo.

A companhia aérea chinesa Lucky Air fez com que as suas aeromoças usassem saias e uma camisa da seleção brasileira durante o período da Copa do Mundo
A companhia aérea chinesa Lucky Air fez com que as suas aeromoças usassem saias e uma camisa da seleção brasileira durante o período da Copa do Mundo

Muitos chineses permanecem acordados durante a noite para acompanhar os jogos, exibidos na China a meia-noite, às 3H00 ou às 6H00.

Uma busca realizada pela AFP nesta quinta-feira no site Baidu com as palavras “Pequim” e “licença por doença” apresentou 49.500 resultados, com propostas de documentos certificados, com carimbo e assinatura.

A companhia aérea chinesa Lucky Air fez com que as suas aeromoças usassem saias e uma camisa da seleção brasileira durante o período da Copa do Mundo
A companhia aérea chinesa Lucky Air fez com que as suas aeromoças usassem saias e uma camisa da seleção brasileira durante o período da Copa do Mundo

Por 20 yuanes (2,35 euros), os interessados podem obter um atestado por fratura ou aborto de maneira discreta. O catálogo de doenças inclui uma série de patologias, como gripe e insuficiência respiratória.

O grande portal de vendas online Taobao proibiu as buscas com as palavras “Copa do Mundo” e “licença do trabalho”, segundo o Diário da Juventude de Pequim.

Mas em várias redes sociais, o cenário é diferente. Em um portal de microblogs, um vendedor afirma aos potenciais clientes: “Administro meu negócio de maneira honesta e seu pedido permanecerá em sigilo”.

AgÊncia EFE