SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » MG – Nível baixo do rio Doce pode deixar Governador Valadares sem água

MG – Nível baixo do rio Doce pode deixar Governador Valadares sem água

O baixo nível de água no rio Doce ascendeu o sinal de alerta para a possibilidade de desabastecimento em Governador Valadares, na região Leste do Estado. A lâmina d’água na medição da régua do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) chegou, nesta sexta-feira (11), a 7 centímetros quando o mínimo ideal seria a partir de 30 centímetros. Se não chover em 30 dias, pode haver racionamento.
 
O rio Doce está com o nível baixo, o que pode resultar em desabastecimento em Valadares
O rio Doce está com o nível baixo, o que pode resultar em desabastecimento em Valadares

Máquinas fazem o dessassoreamento das áreas de captação – na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Central a captação estava em 1.2 mil litros por segundo, quando o ideal seriam 2 mil litros – e a autarquia faz contatos com a Usina Hidrelétrica de Baguari para monitorar a quantidade de água que o empreendimento pode soltar para assim, minimizar a situação. Em agosto de 2013 o nível na régua de medição chegou a 11 centímetros negativos e medidas semelhantes foram adotadas.

 
A novidade este ano é a construção e ampliação de reservatórios em pontos estratégicos  como o Penha e Alto Esplanada, demanda que acompanha o crescimento de Governador Valadares. Segundo o diretor do SAAE, Omir Quintino, as ligações (pontos/endereços) saltaram de 50 mil em 2009 para 90 mil em 2014. O consumo médio de cada um desses endereços é de 15 mil litros. São, ao todo, 130 mil famílias recebendo água tratada nas torneiras.”O pior é que não há previsão de chuvas para os próximos dias”, analisou Quintino.
 
Desde ontem o  SAAE está pedindo à população que economize água e dando dicas como a de gastar menos tempo no banho, a não deixar o chuveiro aberto enquanto o corpo é ensaboado; a  não deixar a torneira aberta durante a escovação dos dentes e pedindo que verifique válvulas de descargas e bóias das caixas d’água para evitar  transbordamentos. Pede ainda que os vazamentos, em especial nas vias públicas, sejam comunicados com urgência pelo 145.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)