Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Vídeo – Detentos italianos gravam versão de “Happy” dentro da prisão

A música “Happy” de Pharrell William serviu de inspiração para um grupo de detentos que cumprem pena na cadeia Luigi Bodenza, na Itália. Os prisioneiros fizeram uma nova versão da canção, inovando no cenário. As imagens foram gravadas por Paolo Andolina.

Intitulado de 'Happy Dentro', o vídeo, lançado no início desta semana, no dia 28 de julho, é fruto de um projeto realizado dentro da prisão para instruir os prisioneiros
Intitulado de ‘Happy Dentro’, o vídeo, lançado no início desta semana, no dia 28 de julho, é fruto de um projeto realizado dentro da prisão para instruir os prisioneiros

Intitulado de ‘Happy Dentro’, o vídeo, lançado no início desta semana, no dia 28 de julho, é fruto de um projeto realizado dentro da prisão que tem o objetivo de instruir para uma formação profissional qualificada.

Os participantes do clipe são alunos do curso voltado para o aprendizado de técnicas audiovisual ‘Anfe Regionale di Fotografia digitale’, coordenado por Andolina. Nas imagens, os presidiários aparecem dançando e cantando ao mesmo tempo em que realizam suas atividades habituais.

“Durante as filmagens, que durou duas semanas, verificamos que a música criou uma harmonia que se torna alimento para a alma. Até mesmo o diretor da prisão, Letizia Bellelli, o comandante da Polícia Penitenciária, Joseph Scarlata e alguns agentes, que participaram nas filmagens testemunhando que a recuperação e reabilitação também passam por pequenos gestos de partilha”, afirmou o diretor do clipe em entrevista ao site de notícias italiano ‘Cataniaoggi’.

Confira versão gravada pelos detentos:

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)