Últimas Notícias

Cientistas criam mapa de Tritão, uma das luas de Netuno

Imagens de Plutão foram tiradas há 25 anos. (Foto: Nasa/Divulgação)
Imagens de Plutão foram tiradas há 25 anos. (Foto: Nasa/Divulgação)

Cientistas divulgaram um mapa de Tritão, uma das luas de Netuno, usando imagens feitas pela sonda Voyager da Nasa há 25 anos.

A Voyager 2 atingiu o sistema de Netuno e suas luas no dia 25 de agosto de 1989. A aeronave foi lançada em agosto de 1977 ao lado de sua irmã Voyager 1. O novo mapa tem uma resolução de 600 metros por pixel e foi feito por Paul Schenk, do Lunar and Planetary Institute, em Houston.

As imagens usam filtros laranja, verde e azul já que a Voyager faz imagens com cores ligeiramente diferentes do olho humano. Segundo Schenk, o espectro cromático do mapa é bem próximo das cores naturais de Tritão.

Imagens do mapa foram feitas apenas com um dos lados do satélite. (Divulgação/Nasa).
Imagens do mapa foram feitas apenas com um dos lados do satélite. (Divulgação/Nasa).

Tritão é um dos astros que mais intrigam os astrônomos em todo o nosso Sistema Solar.

Em 1989, quando a Voyager passou pelo satélite a maior parte do hemisfério norte estava na escuridão e não pôde ser observado. A produção do novo mapa foi inspirada pela expectativa do encontro da sonda New Horizons da Nasa com Plutão, o que deve acontecer em menos de um ano.

É que Tritão é tido pelos cientistas como uma espécie de previsão para o encontro com Plutão. Ambos tiveram origens em um sistema solar exterior. Tritão foi “capturado” por Netuno e passou por uma gênese térmica bem diferente de Plutão. O seu interior foi derretido produzindo vulcões gigantescos e fraturas, verificadas pela Voyager.

O planeta anão Plutão e a lua Tritão ainda são semelhantes no que diz respeito à composição em sua superfície, sendo formados de monóxido de carbono, dióxido de carbono, metano e gelo. Veja mais detalhes do mapa.