Últimas Notícias

MG – Três cabos eleitorais do PT são presos por furto de cavalete do PSDB

Imagem cedida pela campanha do PSDB
Imagem cedida pela campanha do PSDB

Três cabos eleitorais do Partido dos Trabalhadores (PT) em Minas Gerais foram presos, na manhã desta terça-feira (26), suspeitos de furtar material de campanha do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), na Savassi, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar (PM), D.C., 33, V.G.S.A., 18, e B.M.S.D., 21, foram flagrados furtando cavaletes do candidato Pimenta da Veiga (PSDB), na praça Diogo de Vasconcelos, e substituindo por material do candidato adversário, Fernando Pimentel (PT). O trio tentou fugir, mas foram impedidos por uma testemunha.

À PM, os suspeitos contaram que estavam a serviço do PT. Eles foram encaminhado para a Polícia Federal em Belo Horizonte, pelo fato de ser um crime eleitoral. Os cavaletes furtados foram encontrados em uma caminhonete amarela, que estaria sendo usada pelos homens. Todo o material foi apreendido.

Por meio de nota, a assessoria do PT informou que “a destruição de material de adversários jamais seguiu orientação da coordenação da campanha da Coligação Minas pra Você. Fatos assim são iniciativas de caráter pessoal”. 

A assessoria da Coligação Todos por Minas informou que o material do PSDB estava de forma regular, quando foi removido.

Crime eleitoral

Segundo o artigo 248 da lei nº 4.737 (Código Eleitoral), “ninguém poderá impedir a propaganda eleitoral, nem inutilizar, alterar ou perturbar os meios lícitos nela empregados”. A pena para este crime é de detenção de até seis meses ou pagamento de 90 a 120 dias/multa.