Publicidade

Inicio » Política » Eleições 2018 » Eleições 2014 – Campanha do PT quer cassar Marina

Eleições 2014 – Campanha do PT quer cassar Marina

A campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff prepara uma ação judicial contra a candidata do PSB, Marina Silva, por suposto caixa 2 no uso do avião Cessna Citation, pelo então candidato socialista à Presidência, Eduardo Campos, morto num acidente aéreo em agosto.

Eleições 2014 - Campanha do PT quer cassar Marina
Eleições 2014 – Campanha do PT quer cassar Marina

Ainda não está definido, porém, quando a ação será formalizada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O embasamento da ação deve ser o artigo 30A da Lei 9.504, que estabelece normas para as eleições, e prevê cassação de candidatura, caso sejam comprovados captação ou gastos ilícitos de recursos para fins eleitorais.

Os petistas devem citar na ação que o PSB afirmou que o avião teria sido doação. Nesse caso, só haveria três doadores possíveis, todos vedados pela lei. Um seria a própria Cessna, que não poderia fazer doação, por ser empresa estrangeira. Outro seria a AF Andrade, em nome de quem estava registrada a aeronave, e que está em recuperação judicial, o que também não é permitido. E, por último, os empresários pernambucanos Apolo Santana Vieira e João Carlos Lyra. Nesse caso, também haveria irregularidade, porque pessoas físicas não podem doar mais do que R$ 50 mil.

Indenização

Acidente. Os donos do avião que caiu com o candidato à Presidência Eduardo Campos procuraram as famílias donas dos imóveis danificados no acidente para tentar acordos extrajudiciais.

Leia Também

Transforme seu studio em um apartamento multifuncional

Transforme seu studio em um apartamento multifuncional

* Por: Jornal Montes Claros - 24 de setembro de 2018. A nova tendência de …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).