OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Mais Seções » Venda de carros sem piloto passará de 42 milhões em 2035

Venda de carros sem piloto passará de 42 milhões em 2035

O número de venda dos carros com piloto automático vai crescer de 1,1 milhão em 2024 para 42 milhões até 2035, é o que mostra um estudo da companhia de pesquisa do Reino Unido, a ABI Research. A empresa ainda afirma que 2035 haverá uma base instalada de 176 milhões de carros sem motoristas.

Pesquisa ressalta que embora houve progresso do lado tecnológico, a aceitação do usuário, questões de segurança e regulações ainda são "grandes gargalos"
Pesquisa ressalta que embora houve progresso do lado tecnológico, a aceitação do usuário, questões de segurança e regulações ainda são “grandes gargalos”

O anúncio surge ao mesmo tempo em que o Google realiza os testes iniciais com carros sem motorista na Califórnia. “Muitas barreiras continuam, mas o caminho por meio de veículos robóticos está firmemente estabilizado com grandes recompensas para aqueles que forem os primeiros no mercado”, disse Dominique Bonte, vice-presidente da empresa de pesquisas.

O documento da ABI Research ainda ressalta que embora houve progresso do lado tecnológico – melhorias nos sensores de hardware e inteligência artificial – a aceitação do usuário, questões de segurança e regulações ainda são “grandes gargalos”.

Recentemente, o Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia (DMV) demonstrou seu receio com os testes, e pediu ao Google para colocar mecanismos de segurança nos carros – freio e volante.

No entanto, o estudo ainda indica que a indústria automobilística deve investir nas iniciativas sem motoristas, no lugar de “gastar dinheiro em várias formas complicadas de direção semiautônoma”.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).