OI TOTAL COM FIBRA

Eleições 2014 - TSE registrou 154 crimes eleitorais no país até as 11 horas | Jornal Montes Claros
Inicio » Política » Eleições 2018 » Eleições 2014 – TSE registrou 154 crimes eleitorais no país até as 11 horas

Eleições 2014 – TSE registrou 154 crimes eleitorais no país até as 11 horas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou 154 crimes eleitorais até as 11h06 (de Brasília). Desse total, 28 levaram a prisões. Nenhum deles, no entanto, era candidato.

A maior parte das irregularidades foi classificada como divulgação de propaganda, com 68 ocorrências
A maior parte das irregularidades foi classificada como divulgação de propaganda, com 68 ocorrências

A maior parte das irregularidades foi classificada como divulgação de propaganda, com 68 ocorrências. O maior número de prisões ocorreu no Rio de Janeiro, onde oito pessoas foram detidas por divulgação de propaganda, boca de urna e por crimes classificados como “outros” e não especificados no boletim do TSE.

O Rio, além de ser a unidade da Federação com o maior número de urnas trocadas (221), é também onde ocorreu a maioria dos crimes eleitorais.

Até o momento foram 57 ocorrências – o equivalente a 37,01% de todas as ocorrências. São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, registrou apenas três, com uma prisão por boca de urna.

No primeiro turno, ocorrido em 5 de outubro, o TSE registrou 3.186 crimes eleitorais, sendo que 1.362 deles levaram à detenção de eleitores. A irregularidade mais comum foi a de boca de urna, que levou a 906 prisões no País e a 572 ocorrências sem detenção.

Agência Brasil

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).