Últimas Notícias

Tempo médio de recolocação no mercado de trabalho aumentou, diz pesquisa

Em média o trabalhador brasileiro demora 6,1 meses para se recolocar no mercado de trabalho. A informação é da nova Pesquisa dos Profissionais Brasileiros da Catho, que traça um panorama sobre a contratação, demissão e carreira dos profissionais do país. Em comparação com a Pesquisa de 2013, houve um aumento de 12,9% no tempo médio, já que esse número era de 5,4 meses no ano passado. Mesmo com este aumento médio, 1 em cada duas pessoas consegue emprego em até 3 meses: 52,7% dos profissionais.

Segundo o levantamento, a mulher leva mais tempo para conseguir uma nova colocação: 6,7 meses, frente a 5,7 do homem. Essa diferença já havia sido constatada na pesquisa anterior, quando o homem demorava 5,1 meses e a mulher 5,9.

Tempo médio de recolocação no mercado de trabalho aumentou, diz pesquisaTempo médio de recolocação no mercado de trabalho aumentou, diz pesquisa

Embora em 2014 o tempo médio tenha sido maior frente a 2013, historicamente o tempo médio vem diminuindo ao longo dos anos. Em 2007, o brasileiro levava 8,6 meses para conseguir um novo posto de trabalho e em 2009 6 meses.

Tempo médio de recolocação no mercado de trabalho aumentou, diz pesquisa

“A evolução do nível de qualificação do trabalhador, aliada a formas mais eficientes de encontro entre candidatos e empresas, como as plataformas online de emprego, são fatores que influenciam na redução do tempo de recolocação ao longo dos últimos anos. Quanto ao aumento constatado em 2014 com relação a 2013, entendemos que seja reflexo do recente cenário econômico e seus impactos em alguns setores do mercado de trabalho”, observa Luís Testa, head de Pesquisa e Estratégia da Catho.

Dos respondentes, 55,9% estavam desempregados quando foram contratados para o emprego atual.

Edição 2014 Pesquisa Catho

A Pesquisa dos Profissionais Brasileiros – Um Panorama sobre a Contratação, Demissão e Carreira dos Profissionais é uma publicação da Catho, site de empregos líder no Brasil, e é desde 1988, lançada a cada dois anos. Em 2013 passou a ter publicação anual.

O levantamento contou com 26.459 respondentes de todo o Brasil. Do total de respondentes, 65% estão empregados; sendo que 35,9% são de grandes empresas (com mais de 500 funcionários). A pesquisa foi feita no período de 16 a 31 de março de 2014.