Últimas Notícias

Saúde – Beijar o bebê faz bem à saúde da criança; entenda

Muito mais do que dar carinho, beijar o bebê é fundamental para o desenvolvimento emocional e a saúde global do bebê. Para especialistas, tocar, beijar, olhar carinhosamente, dar colo e falar suavemente com a criança a faz se sentir cuidada e desejada.

Saúde - Beijar o bebê faz bem à saúde da criança; entenda
Saúde – Beijar o bebê faz bem à saúde da criança; entenda

O toque ajuda o bebê a se regular fisiologicamente. Ele controla estados de excitação como vigília, sonolência, batimentos cardíacos e temperatura, acalmando a criança.

Além disso, reduz a taxa de cortisol e β-endorfinas, hormônios associados aos sintomas do estresse. Já o beijo está ligado à liberação de ocitocina, o hormônio do amor.

De acordo com profissionais, quando o bebê nasce ele quase não enxerga e não entende a linguagem falada. Entretanto, em situações que envolvem o beijo, o toque e a amamentação são formas dele reconhecer o amor.

Saúde - Beijar o bebê faz bem à saúde da criança; entenda
Saúde – Beijar o bebê faz bem à saúde da criança; entenda

Benefícios do beijo em crianças

Quando os pais têm por hábito beijar os filhos estão contribuindo para o desenvolvimento da identidade do bebê. Ao receber carinho, a criança se sente mais segura em suas relações sociais.

Uma vez desejada, amada, querida, a criança tem assegurado o que chamam de “segurança básica”. Desta forma, quando adulto ela irá saber se posicionar na vida e se relacionar com outras pessoas.

Além disso, quando a criança cresce em um ambiente amoroso, ela tem base para desenvolver a sua personalidade. Especialistas comparam o ato de beijar e abraçar o filho ao poder do toque para construção do vínculo e de bons relacionamentos entre ambas as partes.

Atenção

Mesmo sendo importante para a saúde do bebê, alguns cuidados devem ser tomados antes de beijar a criança. Confira:

– o beijo deve ser dado na pele íntegra da criança, pois ela ainda não está com seu sistema imunológico totalmente formado. Portanto, deve-se evitar beijo em mucosas (boca) e lesões na pele, evitando que a saliva transmita vírus e bactérias ao bebê.

– atente-se com substâncias que podem desencadear reações alérgicas no bebê como alguns cosméticos: batons, bases, hidratantes e perfumes. Na dúvida, consulte antes o pediatra.