PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Esporte » Copa do Brasil » Copa do Brasil 2014 – Justiça manda Cruzeiro ceder 10% dos ingressos da Copa do Brasil ao Galo

Copa do Brasil 2014 – Justiça manda Cruzeiro ceder 10% dos ingressos da Copa do Brasil ao Galo

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) acatou pedido do Atlético-MG e decidiu que o clube tem direito a carga de 10% dos ingressos para o jogo que vai decidir a Copa do Brasil, na próxima quarta-feira. Com isso, o número de atleticanos no Mineirão, que seria de pouco mais de mil torcedores, pode chegar a 5.400 pessoas.

Copa do Brasil 2014 - Justiça manda Cruzeiro ceder 10% dos ingressos da Copa do Brasil ao Galo
Copa do Brasil 2014 – Justiça manda Cruzeiro ceder 10% dos ingressos da Copa do Brasil ao Galo

A decisão do STJD foi tomada pelo presidente, Caio César Rocha, que determinou ainda que a diretoria celeste pode pagar multa de até R$ 100 mil, caso não cumpra a decisão. Os ingressos para a torcida alvinegra terão que ter preço compatível com os bilhetes destinados aos cruzeirenses.

“Defiro a liminar requerida para que, em relação à partida final da Copa do Brasil, a ser realizada no dia 26/11/2014, o Cruzeiro, observados os termos do art. 86 do RGC/CBF, disponibilize à torcida do Atlético-MG uma carga de ingressos de até 10% da capacidade do estádio ou da capacidade permitida pelos órgãos de segurança, a serem comercializados com os mesmos valores daqueles que são disponibilizados a sua torcida em setores equivalentes”, diz trecho da decisão.

Com a decisão, o Cruzeiro terá que encontrar outro espaço no Mineirão para abrigar os atleticanos e notificar a Polícia Militar de Minas Gerais, que terá que fazer nova vistoria no Gigante da Pampulha.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *