Últimas Notícias

Montes Claros – Semana Municipal de Prevenção à Dengue e à Chikungunya

Há dois meses, foram registrados 26 casos de febre Chikungunya no Brasil. Hoje, mais de 800 pessoas em todo o país já apresentam esta doença, que é similar à dengue, mas com efeitos mais intensos e que se manifestam por um período mais longo.

Montes Claros - Semana Municipal de Prevenção à Dengue e à Chikungunya
Montes Claros – Semana Municipal de Prevenção à Dengue e à Chikungunya

O preocupante prognóstico do Ministério da Saúde de que 20% da população brasileira pode contrair a doença levou o governo a intensificar as ações de combate ao seu principal transmissor: o Aedes aegypti, principal transmissor também da dengue. Para isso, neste sábado, 6, foi instituído em âmbito nacional o dia D de combate ao mosquito. Em Montes Claros, as ações vão além, e uma parceria entre a Prefeitura Municipal com o Corpo de Bombeiros, Exército, Polícia Militar, Secretaria de Estado da Saúde e Copasa fez nascer a Semana Municipal de Prevenção e Proteção Contra a Dengue e Chikungunya.

A abertura oficial será neste sábado, e as ações seguirão até o outro domingo, 14. Neste sábado, a partir das 8h na Praça Doutor Carlos Versiani, será realizada uma panfletagem com orientações para o combate ao mosquito. A população também será orientada sobre todas as ações que serão desenvolvidas durante a semana.

Na segunda-feira, 08, das 8h às 18h, será desenvolvido um trabalho de conscientização em várias escolas da rede municipal de ensino, com a distribuição de materiais educativos. As ações nas escolas seguirão até a sexta-feira, 12.

Já no encerramento da semana, que será no domingo, 14, haverá uma grande ação de recolhimento de materiais inservíveis. Ao todo, 80 caminhões e 450 pessoas, entre servidores e voluntários, percorrerão as linhas regulares de coleta de lixo para recolher materiais que podem servir para acúmulo de água. Para esta ação, recomenda-se à população que deixe nas portas materiais como sofás velhos, eletrodomésticos, fogões antigos, etc., para que sejam recolhidos.

Haverá uma parceria com o aterro sanitário para que promova o descarte correto destes materiais. É importante que a população saiba que somente serão recolhidos materiais inservíveis. Entulhos com restos de construção civil e podas não serão coletados.

Para o secretário adjunto de Obras e Regulação, Fabiano de Oliveira, este mutirão é crucial para evitar a propagação do Aedes aegypti. “Pela previsão, deverá chover mais este ano. Portanto, precisamos coletar todos os materiais que possam acumular água, impedindo a proliferação do mosquito”, explica.

O coordenador do Centro de Controle d Zoonoses, Edvaldo Freitas, ressalta a importância de sempre manter as ações de combate. “Combater a dengue e a Chikungunya é como lutar boxe, quem baixar a guarda perde a luta”, conclui.