Últimas Notícias

Europa – Alemanha abandona acusações contra soldado acusado de massacre na França em 1944

A justiça alemã abandonou nesta terça-feira (9), por falta de provas, as acusações contra um octogenário alemão acusado de ter participado do massacre nazista na cidade francesa de Oradour-sur-Glane durante a Segunda Guerra Mundial.

Procuradoria do gabinete de investigação sobre os crimes nazistas tem o prazo de uma semana para apelar.
Procuradoria do gabinete de investigação sobre os crimes nazistas tem o prazo de uma semana para apelar.

“Os elementos de prova disponíveis não permitem a priori” contradizer a defesa do ex-soldado nazista, que reconheceu ter estado presente no local dos fatos, mas disse que não havia utilizado sua arma ou participado do massacre, anunciou o tribunal regional de Colônia (oeste).

Werner C. havia sido acusado em janeiro passado de ter participado da morte de 25 pessoas e de cumplicidade no massacre de outros centenas em um dos piores massacres cometidos na França pelo exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial.

Em junho de 1944, em Oradour-sur-Glane, leste da França, 642 pessoas, entre elas 450 mulheres e crianças, foram massacradas.

O ex-militar, de 89 anos, era suspeito de ter matado com uma metralhadora 25 homens reunidos em uma fazenda. No entanto, os juízes de Colônia consideraram que sua participação no massacre não podia ser provada.

A procuradoria do gabinete de investigação sobre os crimes nazistas, com sede em Dortmund, noroeste, tem o prazo de uma semana para apelar.