Últimas Notícias

Vôlei – Revés fora de casa mantém ao Montes Claros Vôlei na sexta colocação

Montes Claros Vôlei e Brasil Kirin jogaram na noite desta quinta-feira (11), em Campinas. O MOC foi em busca da quinta vitória e chegou a vencer o segundo set com larga vantagem, mas a equipe paulista se recuperou e conquistou os três pontos em casa, assumindo a vice liderança da Superliga. O Pequi Atômico soma 13 pontos e continua, ao menos temporariamente, na sexta colocação da competição. As parciais foram de 27/25, 16/25, 25/21 e 25/22.

Vôlei - Revés fora de casa mantém ao Montes Claros Vôlei na sexta colocação
Vôlei – Revés fora de casa mantém ao Montes Claros Vôlei na sexta colocação

O JOGO

As duas equipes começaram a partida equilibradas, disputando o set ponto a ponto. O Montes Claros foi para os dois primeiros tempos técnicos na vantagem, mas o Brasil Kirin fechou a conta na primeira etapa. O Pequi voltou mais disposto para o segundo set e cresceu para cima do adversário. A equipe norte mineira chegou a abrir 10 pontos de vantagem. Sem dar chances para o time da casa reagir, O MOC fechou o set com 9 pontos de vantagem.

O equilíbrio voltou a pintar como ponto principal na partida no set desempate, e a emoção que faltou no segundo set pela impotência adversária demonstrada no set vencido pelo MOC. Em um rally que levantou a torcida, os campineiros chegaram a abrir 6 pontos de vantagem, o Pequi Atômico correu atrás, mas a vantagem construída pelo adversário foi fundamental para o fechamento do resultado. Na última etapa, o Montes Claros deixou o Brasil Kirin tomar a dianteira e não se recuperou para levar a partida ao tie-break. A equipe da casa fechou a conta e ficou com os três pontos.

A próxima partida do MOC é a última da sequência de três fora de casa. A equipe viaja desta vez para a capital de São Paulo, onde enfrenta o Sesi-SP, atual quinto colocado com 18 pontos, na quarta-feira (17). Antes da folga de fim de ano, o Montes Claros ainda enfrenta o Sada Cruzeiro, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves.

Por Cid Bruno