OI TOTAL COM FIBRA

EUA - Tribunal dos EUA obriga uso da camisinha entre atores pornô | Jornal Montes Claros
Inicio » Internacional » América » EUA – Tribunal dos EUA obriga uso da camisinha entre atores pornô

EUA – Tribunal dos EUA obriga uso da camisinha entre atores pornô

Os atores da indústria pornô dos Estados Unidos serão obrigados a usar preservativos no seu trabalho, decretou naa segunda-feira (15) um tribunal federal de Los Angeles, que rejeitou a ação dos “profissionais” do setor baseada na Primeira Emenda da Constituição americana.

Indústria pornô afirma que a obrigação do uso de preservativos viola a liberdade de expressão
Indústria pornô afirma que a obrigação do uso de preservativos viola a liberdade de expressão

Três juízes de uma corte de apelações confirmaram a medida aprovada em referendo em novembro de 2012 no condado de Los Angeles e que obriga os produtores de filmes pornô a obter licença médica, pagar uma taxa adicional e seguir um protocolo que inclui o uso obrigatório de preservativos entre os atores.

Os produtores de filmes pornô tentaram, em vão, demonstrar que já adotam medidas suficientes para evitar o contágio da Aids e de outras doenças entre os atores, sem a necessidade do uso de preservativos.

Entre suas alegações, a indústria pornô afirma que a obrigação do uso de preservativos viola a liberdade de expressão, prevista na Primeira Emenda da Constituição. A maior parte das produtoras de filmes pornô está instalada no Vale de San Fernando, ao norte de Los Angeles.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *